OPINIÃO

The Blacklist: a grande sensação da televisão americana

02/12/2014 16:17 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:01 -02
divulgação

No momento em que Raymond "Red" Reddington, um dos homens mais procurados do mundo, entregou-se espontaneamente ao FBI, a série The Blacklistse transformou em um fenômeno da TV dos EUA. Interpretado por James Spader, o protagonista possui uma lista de criminosos importantes e está disposto a entregá-los à polícia, desde que algumas de suas exigências sejam cumpridas. Entre elas estão, a liberdade por seus crimes e o relacionamento direto e exclusivo com a agente Elizabeth Keen (Megan Boone).

Acompanhe mais notícias da série.

A trama, que atualmente exibe sua segunda temporada, levanta grandes e tentadores questionamentos. Esse é o principal motivo para que o seriado registre cerca de 9 milhões de telespectadores semanalmente, segundo dados do canal NBC.

Confira, abaixo, uma lista com os principais motivos para você se tornar o mais novo viciado no seriado.

1. A atuação de James Spader.

Vencedor de três estatuetas do Emmy Awards (uma pela série The Practice e duas por sua atuação em Boston Legal), o ator incorpora um vilão ambíguo e cheio de ironia. Red é aquele protagonista persuasivo que todo telespectador odeia amar.

Especial de estreia: segunda temporada de The Blacklist

2. O talento de Megan Boone.

A parceria de Spader com a atriz é o principal indicador de sucesso do programa. Boone interpreta a agente Elizabeth Keen. Uma jovem que desconhece a história de seu passado e descobre que está casada com um homem que esconde grandes segredos. Ao longo das duas temporadas, a protagonista vai desconstruindo todas as certezas que possuía sobre sua felicidade.

2014-12-01-TheBlacklist1.jpg

3. Vilões são eliminados em todos os episódios.

Red é um homem determinado e não mede esforços para destruir os criminosos de sua lista negra. Em cada capítulo, um novo personagem, com diferentes peculiaridades, é apresentado para o telespectador. A ideia é construir uma galeria de trapaceiros e entender como cada um deles participou da vida do protagonista.

4. The Blacklist não é O Silêncio dos Inocentes.

Inicialmente, o seriado foi considerado parecido com o filme, lançado em 1991, que mostrava a relação entre uma agente do FBI e o canibal Hannibal Lecter. Entretanto, há diferenças cruciais. Red é um homem livre que trabalha com o FBI e possui um passado obscuro do qual tenta se redimir.

Comic-Con 2014: The Blacklist explora passado de Red

5. A misteriosa relação entre Red e Liz.

Além das perseguições policiais, o seriado apresenta uma narrativa envolvente entre os dois protagonistas. Red está sempre sozinho nos episódios, mas possui uma ligação atraente com Liz. Isso permite uma interessante desorientação da trama. O telespectador cria suposições que são derrubadas nos episódios seguintes.

No Brasil, The Blacklist é exibido pelo canal Sony.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

VEJA TAMBÉM:

Bebê vestida de personagens de séries