OPINIÃO

Sim, sou bonita e viajo sozinha

10/08/2015 14:18 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:53 -02
Alyssa Ramos

Posso imaginar Regina George dizendo "Quer dizer que você se acha bonitinha?" e a quantidade de comentários que este post com certeza vai atrair, todos dizendo algo do tipo "essa idiota está reclamando porque é bonita e vive viajando?". Mas, acreditem, já disseram coisas piores a meu respeito quando viajo sozinha.

Seria de se imaginar que é elogiável uma mulher jovem trabalhar muito para pagar por suas próprias viagens e ter coragem de ir a outro país sozinha. Mas, que nada! Para algumas pessoas isso é um mistério internacional incompreensível.

Vou explicar para que fique muito claro: viajo sozinha porque posso; não gosto de ficar esperando até encontrar outras pessoas para me acompanhar. Ainda não descobri um jeito de usar meu rosto para comprar uma passagem de avião online, e apesar de vários homens asquerosos já me terem oferecido passagens de graça, sempre recuso, porque prefiro viajar sozinha a ser usada como enfeite.

Então, para deixar bem claro:

1. Não sou puta

"Garota bonitinha viajando sozinha em outro país" muitas vezes é interpretado automaticamente como "puta". Fora de brincadeira. Se eu me maquio, se visto qualquer coisa que deixa alguma pele à mostra, se uso leggings ou, o pior de tudo, se uso biquíni, quase sempre há pessoas que me olham feio, como se eu estivesse à procura do meu próximo cliente.

Isso é mais do que irritante e constrangedor, especialmente porque geralmente é acompanhado de risadinhas e cochichos que eu consigo ouvir. E é decepcionante perceber que as pessoas pensam seriamente que uma "garota bonitinha" e jovem não pode viajar sozinha pelo simples prazer de viajar.

Alguns meses atrás, numa praia em Cuba, conheci um alemão que confirmou que a maioria das pessoas pensa que uma garota bonitinha que viaja sozinha é puta. Na verdade, ele disse que os moradores locais o avisaram para ficar precavido contra "moças cubanas bonitinhas que andam pela praia à procura de turistas para conversar" e falou que isso acontece em quase todos os países. Não é à toa que as mulheres me olham como se eu estivesse querendo roubar seus maridos.

2. Não estou me recuperando de uma separação

Viajar sozinha para se recuperar depois de terminar com o namorado é uma ideia genial, mas não é a razão pela qual eu costumo viajar desacompanhada. Não mesmo. Não espero que todo ser humano com quem entro em contato por caso esteja automaticamente a par de minha situação de relacionamentos - se estou solteira ou não - nem da minha paixão por viajar, mas não pensem automaticamente que a razão por que estou sozinha é que meu relacionamento acabou de ir por água abaixo e que eu, coitadinha, preciso de alguma coisa incrível para distrair minha atenção.

Entendo que para muita gente uma garota de 27 anos deveria estar em um relacionamento sério. Estamos em 2015! O único compromisso sério que tenho no momento é percorrer o mundo, e acho que estou dando conta muito bem sozinha.

3. Eu mesma paguei por minha viagem

Desde os olhares críticos até os comentários inevitáveis nas mídias sociais, do tipo "quem fez a foto?", parece que a primeira pergunta que passa pela cabeça de muitas pessoas é "quem pagou pela viagem?"

Bem, para responder à pergunta: Oi, meu nome é Alyssa. Tenho um emprego, como você. Minha opção é gastar todo meu dinheiro com viagens. Não existe "patrocinador" secreto, nunca pedi dinheiro a meus pais, não lancei uma campanha de financiamento coletivo nem ganhei um concurso. Eu pago minhas próprias viagens. Só porque sou uma "garota bonita" isso não quer dizer que eu não seja capaz de ganhar dinheiro e economizar o que ganho, em vez de gastar com compras. Na verdade, meu slogan é "prefiro comprar uma passagem de avião a uma bolsa". É o que eu sempre faço.

4. Sim, agora eu estou julgando você.

Aos meus olhos, todos são iguais - isto é, até você me ofender com sua negatividade, mandando vibes pesadas em minha direção. Eu não falei nada sobre as roupas bregas, desnecessárias e exageradas de caminhada que você usou para subir um morro, onde a vi bufando e cochichando sobre minha roupa da Lululemon (eu jamais pagaria tanto assim por roupas de lycra). Agora vou julgar você não apenas como turista, mas como pessoa ignorante.

5. Ótimo, então você realmente só me acha bonitinha e nada mais.

Eu sei, eu sei, parece que sou metidíssima a besta por reclamar quando as pessoas me olham com atenção quando estou viajando sozinha, sendo que na realidade eu "deveria ficar feliz por ter a sorte de ter essa aparência". Mas eu me irrito porque trabalho muito, sem usar minha aparência, para poder viajar, então me ofende quando as pessoas me julgam por minha aparência.

Mas preciso ser gente grande e reconhecer que nem todo o mundo é negativo ou crítico... algumas pessoas realmente só me acham "bonitinha" e nada mais. É gentileza delas. Elas provavelmente não imaginam que também sou inteligente, divertida e comando minha própria organização beneficente. Mas já é bem melhor do que suporem que sou prostituta.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


VEJA TAMBÉM:

21 lindos lugares no Brasil que você pode conhecer (via Viaje Aqui, por Camila Honorato)