OPINIÃO

Previsão: Confira nossos palpites para o UFC Boston

22/01/2016 14:32 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Brandon Magnus/Zuffa LLC via Getty Images
BOSTON, MA - JANUARY 17: (L-R) TJ Dillashaw kicks Dominick Cruz in their UFC bantamweight championship bout during the UFC Fight Night event inside TD Garden on January 17, 2016 in Boston, Massachusetts. (Photo by Brandon Magnus/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Marcado para este domingo (17), UFC Boston conta com algumas disputas que merecem atenção dos fãs mais atentos do esporte, e nós da Ag. Fight escalamos quarto confrontos para uma rápida análise seguida, claro, de palpites precisos (ou não).

O embate entre os campeões TJ Dillashaw (dono do cinturão) e Dominick cruz (destronado pela inatividade provocada pelo excesso de lesões) definirá quem, de fato, é o dono do posto de melhor peso-galo (61 kg) do mundo e, de quebra, alguns duelos empolgantes seguem na cola para garantir emoção extra neste card.

Ex-campeão dos leves (70 kg), Anthony Pettis retorna ao cage diante de Eddie Alvarez, ex-número um do rival Bellator em busca de uma chance de retomar o posto perdido para o brasileiro Rafael dos Anjos, enquanto que Travis Browne duela com Matt Mitrione em um clássico confronto de pesos-pesados atrás de um lugar ao Sol. Por fim, Francisco 'Massaranduba' é o Brasil diante do também veterano Ross Pearson.

Tj Dillashaw x Dominick Cruz

Confesso que por anos considerei Dominick Cruz indiscutivelmente como um dos melhores lutadores peso-por-peso do mundo e, a julgar pelo cartel e experiência, seria impossível não apontá-lo como favorito diante do ex-atleta da Alpha Male. No entanto, o campeão vem embalado pelo ritmo de luta e cada vez mais lapidado na luta em pé, enquanto o antigo dono do cinturão fez apenas uma luta nos últimos quatro anos.

Com jogo de pernas parecido baseado na velocidade e capacidade de entrar e sair do raio de ação do adversário, sempre aliado com variados cortes de ângulos, os americanos devem produzir um desafio para lá interessante. enquanto TJ é mais forte e dono de melhor wrestling, Cruz tem mais envergadura e um chão mais afiado. Mas, como não sou de trocar o certo pelo duvidoso, acredito na manutenção do título pelo atleta que se apresenta no octógono com mais frequência.

Anthony Pettis x Eddie Alvarez

Gosto do Eddie Alvarez. Agressivo e bom trocador, ele está sempre disposto a dar um bom show. Mas, convenhamos, ele só pega carne de pescoço no UFC e, se ele passou um sufoco diante de Donald Cerrone, não será diante de Anthony Pettis, ex-campeão que não carrega o apelido de 'ShowTime' por acaso, que ele irá fazer seu nome no evento. Por isso, prevejo mais um atropelo do, talvez, renovado Pettis.

Travis Browne x Matt Mitrione

O namorado de Ronda Rousey é maior, dono de boa envergadura e desfruta de jogo de pernas raro na capenga divisão dos pesos-pesados. Por isso, se ele não vacilar (de novo) e se tornar alvo dos petardos de Mitrione, ex-jogador de futebol americano, ele tem tudo para anotar novo triunfo para seu currículo. Vou de Browne, possivelmente por nocaute

Ross Pearson x Francisco 'Massaranduba'

Massaranduba é um cara raçudo, forte, com chão bom e dono de um cruzado de esquerda (quase um mata cobra) de dar inveja. No entanto, o refino técnico do inglês no boxe dele levar o brasileiro, que já não é um garoto e tende a perder rendimento na segunda metade da luta, a cometer erros e, consequentemente, a uma derrota por pontos.

LEIA MAIS:

-Retorno de Spider ameça chances de 'Jacaré' no UFC

-Brasileiro pode estragar planos milionários do UFC em 2016

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: