POLÍTICA
13/02/2018 11:31 -02 | Atualizado 13/02/2018 11:31 -02

Ministro da Fazenda usa o Facebook para promover notícias positivas da economia

"São fortes indicativos de que a economia está no rumo certo."

Montagem/Facebook

Na contramão das notícias negativas, como rebaixamento do Brasil pela agência de rating Standards & Poor's, e das pessoas que insistem em dizer que a economia está péssima, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, apresenta um mundo completamente diferente em sua página no Facebook.

Desde o fim do ano passado, o presidenciável intensificou as portagens - algumas patrocinadas - para mostrar outra versão da história da economia brasileira atual.

Para o ministro filiado ao PSD, há fortes indicativos de que "estamos no rumo certo".

Dias depois de o ministro comemorar os números de emprego, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) questionou a qualidade dos empregos. Em 2017, o Brasil gerou 1,8 milhão de novos postos. No entanto, são sem carteira assinada ou para trabalhos por conta própria, vagas menores e com salários menores.

Otimismo

Além do esforço em mostrar a economia brasileira, o ministro também usa a página para trazer mensagem de otimismo aos brasileiros.

"Nunca nossa autoestima foi tão desafiada. Dia após dia, decepção após decepção. Pior que a crise política, o desemprego e a inflação alta, é perceber que já tem gente apostando na divisão dos brasileiros. (...) Só se arruma uma casa com muito trabalho, persistência e honestidade."

Meirelles aproveita ainda o espaço para fazer campanha em favor das medidas que coordena no governo. Embora consideradas impopulares, o ministro justifica que são "mudanças estruturais que, há muito tempo, eram necessárias".