NOTÍCIAS
04/02/2018 14:20 -02 | Atualizado 04/02/2018 14:20 -02

Folião que fizer xixi na rua em São Paulo poderá ser multado

A multa para o folião infrator é de R$ 500.

Pilar Olivares / Reuters
Foliã no Rio de Janeiro dá a dica: use banheiro químico.

Não vai ser por falta de banheiro químico que os foliões em São Paulo vão fazer xixi na rua este ano no pré e no Carnaval - serão 21 mil espalhados pelas regiões onde há bloquinhos. E é isso que deve ajudar a conscientizar quem está pulando Carnaval a também evitar uma multa.

Isso mesmo. Assim como no Rio de Janeiro, agora, em São Paulo, o xixi na rua poderá sair caro ao bolso do folião.

A lei nº 16.647, de autoria do vereador Caio Miranda Carneiro (PSB), foi aprovada e regulamentada em 2017, e fixa o valor de R$ 500 para os infratores.

Ao HuffPost Brasil, o vereador explicou que a lei é um ponto de partida, não é o objetivo em si mesmo.

É uma medida educativa, sem dúvidas.

"A maioria das pessoas sabe que não é direito de ninguém urinar na rua. Portanto, acho que a lei é um pedaço de um processo para educar as pessoas", argumenta.

Segundo ele, este ano são 20 equipes de oito agentes para fazer a fiscalização nos principais bairros do centro expandido.

"Não é suficiente para autuar todo mundo, mas o suficiente para que nos principais blocos as pessoas pensem 'opa, é um negócio que vai valer mesmo', e vão naturalmente observar onde estão os banheiros e se programar, aproveitar que tem banheiro aqui porque lá na frente não vai ter."

Carnaval de rua

O vereador afirma que a ideia foi inspirada em outras cidades. "Conhecendo outros Carnavais, do Rio, de Minas e Olinda, vi que o de São Paulo poderia seguir o exemplo de outras cidades, como do Rio, que tem uma lei semelhante e lá funciona."

Ele ressalta que acompanha e participa do Carnaval de rua de São Paulo e percebeu que cresceu demais depois da Copa de 2014. "Esse crescimento veio junto com potencial enorme que a cidade tem de ter um dos maiores carnavais do País", pontua.

'Glitter designer': A profissão 'bombante' deste Carnaval