NOTÍCIAS
28/01/2018 21:38 -02 | Atualizado 28/01/2018 21:55 -02

Michel Temer para Silvio Santos: Reforma da Previdência vai ajudar os mais pobres

Presidente foi acolhido no SBT por apresentador, que defendeu mudanças.

Divulgação/Lourival Ribeiro/SBT
Silvio Santos sabatina Michel Temer sobre a reforma da Previdência.

O Programa Silvio Santos da noite deste domingo (28) virou palco de defesa da reforma da Previdência. O presidente Michel Temer foi acolhido por Silvio Santos na tentativa de convencer os telespectadores sobre a necessidade de mudar a Previdência e pressionar os parlamentares para aprovar a reforma na segunda quinzena de fevereiro.

"Se não houver reformulação da Previdência, o que vai acontecer daqui a dois, três anos é aquilo que aconteceu em Portugal e na Grécia. A dívida da Previdência era tão grande que precisaram cortar o benefício em até 30%", defendeu o presidente.

Temer alertou que, para evitar uma situação semelhante à dos países europeus, é necessário mudar agora as regras de aposentadoria.

Ele lembrou que o déficit previdenciário de 2017 foi de R$ 189 bilhões. Neste ano, a previsão de déficit já cresce para R$ 220 bilhões.

Temer negou que o governo quer que "você trabalhe até morrer". Comparou a regra atual de 35 anos de contribuição, que pode levar à aposentadoria aos 55, com a regra proposta de idade mínima de 65 anos, para homens, e 62 para mulheres, que será aplicada gradualmente.

65 anos [como idade mínima] é daqui a 20 anos.

"[Para] Quando nós não estivermos aqui", emendou Silvio. "Estaremos", retrucou Temer.

O presidente defendeu que, com a reforma, "será uma Previdência voltada para os mais pobres".

"Tanto que trabalhadores rurais e deficientes físicos ficaram excluídos dessa reforma. E ninguém poderá mais ganhar que o teto de R$ 5.500", argumentou.

Temer afirmou que quer deixar um legado histórico como o presidente reformista que baixou o custo de vida. Ele contou com total adesão de Silvio.

"Se não aprovarmos a reforma da Previdência, daqui a dois, três, quatro anos, não vamos ter dinheiro para pagar aos aposentados", concluiu o apresentador.

Divulgação/Lourival Ribeiro/SBT
Silvio Santos defendeu a reforma da Previdência do governo Michel Temer.