MULHERES
29/12/2017 11:52 -02 | Atualizado 29/12/2017 11:54 -02

Corpo perfeito no Instagram: Youtuber Ellora Haonne revela o que está por trás das fotos das influencers

E não é dieta severa nem rotina pesada de exercícios.

A youtuber Ellora Haonne resolveu desconstruir a imagem que centenas de blogueiras e youtubers como ela vendem às garotas brasileiras: o corpo perfeito!

Por meio de um "tour" bem humorado por seu corpinho, ela nos mostra o que está por trás das belíssimas fotos das influencers maravilhosas que vemos - e com as quais nos comparamos - todos os dias. E não pense que estes copos esculturais vêm à base de uma alimentação saudável e balançeada combinada com uma boa rotina de exercícios. São truques de ilusionismo: uma bela pose para a foto, a busca pelo melhor ângulo, a segurada da respiração, uma iluminação poderosa e incansáveis cliques.

Ellora revela os segredos da beleza editada da era virtual: a pele lisa, linda, sem manchas, sem vermelhidão, vasinhos e acne, não passa de maquiagem reforçada com o aumento de exposição de luz. A diferença entre uma pele dessas e uma limpa é chocante!

A youtuber faz um passo a passo reverso da perfeição. Ela desmascara até coisas simples como a postura corporal. Sim! Parece banal, mas o modo como projetamos nosso corpo diz muito sobre o tipo de mulher que queremos vender: empoderanoda, gostosona, mulherão da porra!

No dia a dia, ela conta, as blogueiras andam como a maioria da população: de costas um tantinho arcadas, em nada parecidas com aquelas mulheres de peito pra frente, bumbum pra trás e queixo pro alto que ganham milhares de likes.

acabei de postar um vídeo fazendo tour pelo meu corpo para acabar com a imagem que vocês têm das influenciadoras. eu amo sensualizar, fazer caras e bocas mas faço questão de mostrar que esse corpo aí da foto não parece nada com o que eu vejo aqui agora. é tudo pose. tudo. o link está na bio e nos stories. por favor, marquem uma amiga. é muito importante e precisamos falar sobre isso. ah! e achar que alguém não vai ter transtornos alimentares por ter corpo padrão é como achar que alguém não pode ter depressão porque não tem motivo pra ficar triste. ninguém escolhe ficar doente e o mínimo que podemos fazer é sermos empáticos com a realidade dos outros, assim como esperamos que sejam empáticos com a gente ✨

A post shared by ELLORA HAONNE (@ellorahaonne) on

Seios grandes são um fetiche para algumas mulheres e homens. E Ellora consegue desmistificar isso também. Os peitos lindos das fotos são resultado de milhares de puxadas, sutiãs pushups, biquínis com bojo e o que mais estiver disponível.

A barriga chapada prontíssima para o verão? Balela! A barriga de verdade, "às 10h da noite, depois da janta", como ela mesma diz, é a barriga real, com pancinha e que faz dobra quando senta, igual às de muitas de nós. Pochetezinha, pochetão, com cintura delineada ou sem cintura nenhuma. São milhões de barrigas, supervariadas, e quase nenhuma delas se parece com essas tábuas torneadas que pipocam no Instagram. E está tudo bem com isso - de verdade.

E por aí vai: a bunda grande não é tão grande, a sobrancelha maravilhosa tem falhas, as coxas roçam uma na outra e até as gordurinhas odiadas entre seios e braço existem. Nada é o que parece.

a curva mais bonita de uma mulher é a da cabeça

A post shared by ELLORA HAONNE (@ellorahaonne) on

E é em nome dessa busca desenfreada pelo corpo que se encaixe exatamente nesse molde que muitas meninas sofrem: bulimia, anorexia e transtornos psicológicos. Com ela não foi diferente. Ela revela, no final de vídeo, que já sofreu bulimia: "eu me comparava com pessoas que não existiam. Me sentia inferior às mulheres das capas de revista".

E tem um bonito recado sobre saúde mental: ela é tão importante quanto a física, requer tanto esforço e dedicação quanto a física e pode nos levar a problemas graves, se não for cuidada.

Padrões e pressões sobre mulheres existem há séculos e não vamos desconstruir do dia para a noite o que nos foi ensinado durante toda uma vida. Não se culpem por terem os copos que têm. A desconstrução e a aceitação acontecem com o tempo e com a busca de informações, dia após dia, e vídeos como este são uma pequeno começo.

Assista ao vídeo aqui:

Essas fotos ‘desmistificam o corpo gordo’