COMPORTAMENTO
20/12/2017 12:41 -02 | Atualizado 20/12/2017 12:46 -02

Conheça 3 regras para não errar no presente de Natal

Nem sempre as surpresas são as melhores opções, diz artigo.

Getty Images
Muita gente tem dúvidas sobre como acertar na hora de comprar o presente.

Um artigo publicado pela revista norte-americana Psychology Today no último dia 15 de dezembro mostrou que existem três regras a serem seguidas para não errar na hora de comprar os presentes de Natal.

1. Nem sempre a surpresa é a melhor opção

Para a publicação, escolher um presente da "lista de desejos" é melhor do que preparar uma surpresa.

As pessoas se sentem melhor quando sabem que vão receber aquilo que pesquisaram e planejaram por muito tempo, ao invés algo de que não gostam ou não é útil.

2. O mais caro nem sempre é o melhor

No fim do ano, os gastos são excessivos por conta das comemorações de Natal e Réveillon.

Porém as despesas com presentes caros podem ser evitadas.

Acredita-se que quando o item tem preço alto, quem recebe dará mais valor a ele. No entanto, a pesquisa da Psychology Today revelou que a utilidade e a qualidade do produto é mais importante que o valor pago.

3. Presenteie a longo prazo

Quando presenteamos alguém, tendemos a pensar em curto prazo e comprar algo que ofereça alegria instantaneamente.

Mas comprar ingressos para um espetáculo ou reservar um jantar em um restaurante que a pessoa goste pode levar a prazeres de longo prazo, que são mais valorizados.

Leia mais notícias na Ansa

Pets prontos para o Natal