LGBT

9 verdades que só mulheres que namoram mulheres vão entender

🌈

05/12/2017 10:45 -02 | Atualizado 05/12/2017 17:02 -02
Mixmike via Getty Images
"Em primeiro lugar, sou bissexual com muito orgulho."

Dois anos depois de começar meu primeiro relacionamento lésbico, fico feliz em poder reconhecer as lésbicas incríveis desse mundo – incluindo minha namorada. E, na condição de mulher que já tinha transado com outras mulheres antes, mas só tinha namorado como homens, estou curtindo ainda mais esse relacionamento.

Em primeiro lugar, sou bissexual com muito orgulho.

Estar num relacionamento lésbico não muda esse fato – continuo bi, continuo orgulhosa disso. Mas o que o relacionamento fez foi me ajudar a perceber como é incrível estar num namoro lésbico. Porque há muitas diferenças entre namorar com um homem e com uma mulher, e a maioria delas me deixa muito grata por estar com uma de nós.

Então, se você já considerou levar a cabo suas inclinações sáficas e mudar suas preferências no Tinder, eis algumas coisas para levar em consideração.

1. Não há constrangimentos na hora da conta

Odeio aquela dança que rola toda vez que chega a conta. A ideia de que eu não deveria pagar é puro paternalismo, da época em que nós mulheres éramos basicamente propriedade.

Não quero saber se é tradição. Acho desconfortável e um pouco insultuoso. Com mulheres, não há constrangimento (ou melhor, só um pouco do constrangimento normal em relação ao dinheiro).

2. Você fica longe do nonsense das normas de gênero

Se você já teve de dar os parabéns para um cara porque ele não é um misógino imbecil, sabe do que estou falando.

Estava cheia de elogiar as pessoas por serem feministas ou achar que era uma escolha deliberada quando minhas necessidades eram tão valorizadas quanto as delas.

Em um relacionamento hétero, você sempre se depara com normas de gênero – seja aderindo a elas ou as ignorando.

Com duas mulheres, você simplesmente não as encontra.

3. Tantas. Menstruações.

OK. Nem tudo é perfeito. Rola sangue. Muito sangue. Mas não há frescuras – e quase sempre tem um absorvente à mão. É sério. Nosso apartamento é 90% absorventes.


4. O potencial para questões de imagem corporal

Como eu disse, algumas coisas são mais complicadas para mulheres. Eu me preocupava muito mais com minha aparência quando saía com homens. Apesar de achar que os homens julgam mais, foi difícil, no começo, sentir que existe uma comparação direta entre você e sua parceira. Uma vez superado isso, nunca me senti tão confiante.

5. O esforço mental é o mesmo para as duas

Essa é a melhor parte.

Ninguém tem de ficar gerenciando os sentimentos do homem. Não há o estresse de ser a pessoa que percebe que o papel higiênico vai acabar. Não preciso elogiar ninguém por lavar um prato depois do jantar.

Não há ressentimentos silenciosos envolvendo tarefas domésticas, porque ambas encaram tudo da mesma maneira – o fardo é dividido igualmente,

Eu sei, eu sei, nem todos os homens são assim. Estou generalizando aqui com base em minha experiência passada com homens e minha experiência com essa mulher incrível. Se você tem um homem que faz sua parte do esforço mental, parabéns. Peça que ele conte aos amigos. Incentive-o a dar palestras.

6. Assédio na rua

Essa parte é um saco. Tantos. Caras. Repugnantes. Mas você aprende a viver com isso.

7. Mais orgasmos

É científico. Lésbicas têm mais orgasmos. Jogar em casa é uma bela vantagem. Mas tem mais. Como o orgasmo de um dos parceiros não é considerado o "evento de fundo", vocês duas recebem muita atenção.

Ah, e como não há orgasmo masculino para um grand finale, o sexo continua... para sempre. É incrível.

8. Você não se sente emotiva demais ao expressar emoções básicas

Sei que muitos homens são receptivos a conversas sensíveis, e alguns homens podem ser ainda MAIS emotivos que suas parceiras, mas tantas amigas minhas têm medo de parecer emotivas para seus namorados. Elas não querem incomodar ou, pior, levar um pé na bunda por serem "histéricas".

Eu e minha namorada não somos o estereótipo do casal de lésbica que passa horas discutindo o relacionamento – seria chato. Mas me sinto totalmente segura em falar das coisas que me incomodam, por menores que seja. Isso significa que lidamos com os problemas conforme eles vão aparecendo, antes de um estresse maior.

9. Me sinto uma parceira de verdade

Isso é o mais importante – e a parte mais importante de namorar uma mulher. É claro que minha namorada é especialmente incrível, mas, na minha experiência, namorar com uma mulher é ter uma parceria genuína e igualitária.

Não há uma carreira mais importante. Ninguém é a "chefe" da relação. Não se espera que ninguém seja a única responsável pelas tarefas ingratas. Nossos sonhos e planos futuros têm a mesma importância.

É claro que existem homens que podem ser parceiros incríveis – e mulheres superegoístas. Mas descobri que namorar com mulheres significa muito mais igualdade e compreensão. Me sinto uma parceira de verdade – que é como as coisas deveriam ser.

Artigo publicado originalmente no Bellesa.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost CA e traduzido do inglês.

Verdades e mitos sobre o sexo lésbico