COMPORTAMENTO

14 coisas que você deve saber se ama uma pessoa que sofre de ansiedade

Não, você não vai nos “consertar”, e está tudo bem.

02/12/2017 16:35 -02 | Atualizado 02/12/2017 16:35 -02

Damon Dahlen/Huffington Post

Transtornos de ansiedade podem ser paralisantes para os cerca de 40 milhões de adultos americanos que sofrem com o problema.

Um sistema de apoio composto por amigos, familiares e parceiros românticos pode ajudar muito, mas só se essas pessoas entenderem o que elas precisam (e não precisam) fazer. Pedimos que nossos leitores nos contassem o que eles acham importante que as pessoas mais próximas entendam sobre a ansiedade. Veja o que eles disseram:

1. A melhor coisa a fazer é ouvir.

"Você não precisa ter as respostas. Não dá para consertar, por mais que esse seja seu desejo. Ouça. Deixe claro que você está ali para ajudar. Dê espaço, se for necessário, ou então um abraço." – Allyson L.

2. Reconheça nossa ansiedade em vez de varrê-la para baixo do tapete.

"Não a trate como algo passageiro ou que não existe. Entenda que, se seu parceiro fosse capaz de se livrar dela, já o teria feito." – Jenn S.

3. Seu apoio é essencial.

"Estou com meu namorado há um ano. Sei que nem sempre sou a pessoa mais fácil. Às vezes dou nos nervos dele, faço ele questionar porque ajo de certas maneiras. Mas, quando estou pensando demais em alguma coisa ou duvidando de mim mesma, é essencial tê-lo ao meu lado – aceitando nossas diferenças e ainda me amando, mesmo que eu esteja com dificuldades para amar a mim mesma." -- Melissa H.

4. Por favor, não nos peça "calma" ou diga que estamos sendo irracionais.

"Pedir 'calma' é tão eficaz (e tão irritante) quanto tentar batizar um gato. Em geral temos 100% de consciência de que nossa ansiedade é irracional. Dizer isso para nós mesmos não desliga nosso cérebro num passe de mágica." – Kelly R.

5. Não leve no pessoal quando temos um dia ruim.

"Saiba que nossa ansiedade não tem a ver com você, mesmo que você tenha disparado um ataque. Nos sentimos sobrecarregados. Ofereça algum tipo de distração. Parte da ansiedade está no cérebro e não tem como ser evitada, ao contrário de alguns fatores externos. Ofereça uma saída (por exemplo: "vamos dar uma volta lá fora") ou algo que ajude a reduzir nossos sintomas." – Ryan N.

6. Lembre-se: nem toda ansiedade é igual.

"Meu marido e eu sofremos de ansiedade e depressão severas. Nós dois somos afetados, mas de forma diferente. O que funciona para mim nem sempre funciona para ele. Preciso de contato físico e conforto. Saber o que ajuda a pessoa vai fortalecer seu relacionamento." – Melissa M.

7. Nem todas as manifestações de ansiedade são ruins.

"Nem sempre a ansiedade é ruim. Às vezes, amar uma pessoa com ansiedade significa que elas vão ser extremamente dedicadas a você. A energia nervosa segue sendo uma forma de energia. Raramente minha ansiedade me permite tomar decisões sem pensar de forma meticulosa e profunda a respeito do que está em jogo. Você sempre será bem cuidado." – Hope J.

8. Somos profundamente gratos por sua paciência.

"A paciência é realmente uma virtude. Você pode nem sempre entender nossa ansiedade, mas mostrar amor e compaixão por nosso desconforto é a coisa mais importante. Quando estamos numa festa, meu namorado sempre me procura para saber se estou bem. É uma maneira simples de mostrar que ele está preocupado comigo."—Christina R.

9. Pesquise – pode te ajudar a nos entender.

"Informe-se sobre nossa doença. Entenda os sentimentos e o que seu parceiro está passando. Esteja disponível como você estaria em caso de uma doença física. Saiba o que nos provoca ansiedade."—Melissa J.

10. Não, você não vai nos "consertar", e está tudo bem.

"Meu marido teve de aprender que às vezes o que está errado não precisa de conserto – só um minuto para que eu seja capaz de processar." – Kayla D.

11. Leve a sérios nossos sentimentos.

"Quando meu transtorno de ansiedade não tinha sido diagnosticado e eu não estava sendo tratada, tinha ataques de pânico, mas achava que estava tendo ataque do coração. Meu noivo me levou para o hospital duas vezes, e levou tudo muito a sério. Isso significa que ele acreditou em mim, mesmo que minha vida não estivesse em risco, como pensamos na época. A ansiedade pode ser paralisante, e ajuda ter por perto alguém que não vá minimizá-la ou descartá-la." – Erika C.

12. Nos incentive a nos cuidar.

"Faça comigo atividades que me acalmem ou me ajude a me manter ativa, fazendo ioga, dançando ou caminhando. O incentivo também me ajuda, pois tenho um tempo livre e não preciso me ocupar com as crianças." – Sandra B.

13. Lembre-nos de que não há vergonha em procurar ajuda profissional.

"Incentive seu parceiro a procurar terapia. O tratamento da ansiedade pode salvar a vida do seu parceiro, melhorar a qualidade de vida dele – e a do seu relacionamento."-- Hope J.

14. Esteja por perto nos nossos piores dias.

"Tenho um namorado muito compreensivo, que não só 'entende' minha necessidade de me esconder no armário de vez em quando como me deu um cobertor especial para esses dias e fica comigo lá dentro quando estou ansiosa demais para sair do meu lugar seguro." – Pixie M.

** Algumas respostas foram editadas ou condensadas para ficarem mais claras.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.

12 cartões hilários e honestos que resumem o que é viver com ansiedade