ENTRETENIMENTO

Esta teoria sobre 'Stranger Things' envolvendo Bob pode deixar seu dia invertido

O ator Sean Astin deu sua opinião.

01/12/2017 12:04 -02 | Atualizado 01/12/2017 12:07 -02

E o Bob, como fica?

É o que os fãs de Stranger Things deveriam se perguntar depois de assistirem à segunda temporada da série da Netflix, mas não apenas por causa da grande cena final de Bob Newby (Sean Astin).

Parece que estudar as ações de Bob pode ser a porta de entrada ao Mundo Invertido, algo que os fãs da série andam procurando.

(Aviso: seguem spoilers sobre a segunda série de "Stranger Things")

Em entrevista antes do lançamento da segunda temporada, Sean Astin disse ao HuffPost que queria que seu personagem fizesse "algo heróico, seja o que for".

Ao longo da temporada, Bob fez isso muitas vezes. Foi ele quem descobriu que as imagens estranhas que Will Byers (Noah Schnapp) estava desenhando formavam na realidade um mapa de Hawkins, Indiana. Mais tarde, basicamante, ele se sacrificou para ligar a energia e destrancar as portas do Laboratório Hawkins, de modo que seus amigos pudessem escapar das criaturas conhecidas como democães, semelhantes ao Demogorgon. (O próprio Bob não teve a mesma sorte.)

"Simplesmente ter ajudado a decifrar aquele mapa já teria sido o bastante. Mas poder fazer aquela cena de morte foi demais", disse o ator.

É possível, entretanto, que a contribuição mais heróica de todas do personagem ainda esteja por vir. Parece que suas cenas podem ter dado uma pista sutil daquela que talvez seja a chave para derrotar os monstros do Mundo Invertido: água.

Netflix

A segunda temporada de Stranger Things traz várias pistas indicando que os monstros do Mundo Invertido odeiam água. E é tudo graças a Bob.

Quando ele está decifrando o mapa na casa dos Byer, Bob "Cabeça" decifra o caso quando nota que os túneis do Mundo Invertido "não passam por cima de água".

Netflix

Mais tarde, depois que Bob vai ao subsolo e religa a eletricidade do Laboratório Hawkins, o Dr. Owens (Paul Reiser) observa pelas câmeras de segurança um democão no vão da escada. Bob liga o sistema de "chuvisco" para apagar incêndios, e o democão foge correndo. Facílimo!

Netflix

As cenas de Bob também revelam outras partes da série sob nova ótica.

Em dado momento da segunda temporada, Will, depois de ser possuído pelo Devorador de Mentes, não quer entrar numa banheira de água quentinha.

"Ele gosta do frio", fala Will, todo esquisito. O comentário poderia estar aludindo apenas ao fato de o monstro curtir temperaturas baixas, mas os momentos de Bob ligados à água sugerem que o monstro pode estar resistindo entrar na banheira cheia, seja a água quente ou fria.

Netflix

E há, é claro, a cena de morte de Barb (Shannon Purser) na primeira temporada.

No mundo humano, a piscina na casa de Steve Harrington (Joe Keery) está cheia de H2O de alta qualidade. Mas, quando Barb vai para o Mundo Invertido, ela está vazia. É um detalhe que poderia ser esquecido facilmente, a não ser que levemos em conta o que ficamos sabendo na segunda temporada.

Perguntamos a Sean Astin sobre essa teoria da água. Para ele, Bob não deve saber muito sobre isso.

"Bob não chega a vivenciar o Mundo Invertido realmente. Ele não chega a conhecer Eleven. Ele não fica sabendo, mesmo em sua própria morte. Ele não fica sabendo no tempo entre tomar conhecimento desse outro mundo e ser perseguido pelo corredor pelos democães", ponderou o ator.

Astin diz que não sabe se a água exerce um efeito sobrenatural sobre os monstros, mas mencionou que seus próprios cachorros e gatos reagem mal até quando veem uma garrafa de spray, apesar de praticamente nunca terem sido pulverizados com água.

"Não sei se existe algum outro elemento na história ou naquele mundo – se a água os derrete, ou se é como um vampiro diante de água benta, ou alguma coisa assim... Acho que Bob, naquele momento, quis assustar os democães, e nada mais."

Talvez Bob estivesse simplesmente tratando os monstros como cães comuns, que não gostam de ser pulverizados com água, se bem que ele não estava presente quando Dustin (Gaten Matarazzo) cunhou o termo "democães". Mas a evidência em favor da água está ali.

O BuzzFeed perguntou a Matt e Ross Duffer, os criadores de Stranger Things, sobre o impacto da água sobre os monstros. Eles disseram que chegaram a falar da água, mas fizeram mais comentários sobre a teoria exceto por dizer que é "uma ideia bacana".

Foi um pouco como quando o HuffPost perguntou a eles sobre uma teoria aventada antes da segunda temporada de que o monstro representaria o Mundo Invertido tomando conta do mundo humano. Indagados sobre a teoria, os Duffer disseram apenas: "Soa interessante".

No final, ela era 100% correta.

Se procurarmos mais fundo, veremos que a ideia de que a água possa ter esse efeito sobre as criaturas pode ter um precedente. Os irmãos Duffer se inspiram muito em seus antecessores criativos, como Stephen King, Steven Spielberg e possivelmente M. Night Shyamalan.

Explicamos: Shyamalan ajudou a lançar a carreira dos Duffer quando os chamou para trabalhar na série Wayward Pines. A água tem um papel crucial no filme Sinais, de Shyamalan, em que é a arma usada para derrotar os monstros alien/demoníacos do filme.

Portanto, usar água como método para derrotar o Mundo Invertido e as criaturas ligadas a ele representaria um gesto em direção a Shyamalan.

E há mais: em Sinais, o personagem de Joaquin Phoenix é aconselhado a continuar com tudo batendo copos de água na direção dos monstros com um taco de beisebol. Stranger Things já tem o taco. O próximo passo no manual de "Sinais" seria apenas acrescentar água.

Se a teoria da água for verdadeira, Bob vai merecer uma homenagem por ter dado uma chance de sobrevivência à cidade (Estão esperando o quê, cidadãos de Hawkins?) Só não ande por aí tuitando #JustiçaParaBob. Diferentemente de Barb, Astin disse que seu personagem pode ter seu momento ao sol.

"Bob é heróico. A coitadinha da Barb não teve a chance de se sair bem. Aconteça o que acontecer em matéria de hashtags eu acharei bom, mas vou avisando que gosto de #TeamBob."

E que tal #BobNewbySuperhero?

Bastidores de 'Stranger Things' da Netflix