POLÍTICA

Ex-governadores do Rio Anthony e Rosinha Garotinho são presos pela Polícia Federal

A defesa dos ex-governadores confirmou que ambos foram presos nesta manhã.

22/11/2017 09:51 -02 | Atualizado 22/11/2017 09:58 -02
YASUYOSHI CHIBA via Getty Images
A PF ainda não deu detalhes sobre a operação.

Os ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony (1999 a 2002) e Rosinha Garotinho (2003 a 2007) foram presos na manhã desta quarta-feira (22) pela Polícia Federal no âmbito da Operação Chequinho.

Segundo a assessoria de imprensa, o ex-governador Anthony Garotinho foi preso em seu apartamento na Praia do Flamengo, na zona sul da cidade, enquanto a a ex-governadora foi detida em sua casa em Campos dos Goytacazes, no norte fluminense.

Além disso, um ex-assessor do casal também foi detido. A PF ainda não deu detalhes sobre a operação.

Essa não é a primeira vez que o ex-governador é preso. Em novembro do ano passado, Garotinho foi detido durante a mesma operação mas, por conta da necessidade de passar por uma cirurgia cardíaca, ele foi para o regime de prisão domiciliar.

Já neste ano, ele foi preso há cerca de dois meses, a mando da Justiça Eleitoral por comandar um esquema de fraude eleitoral na época em que atuava como secretário de governo da cidade de Campos. A ordem foi revogada dias depois pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Defesa

A defesa dos ex-governadores confirmaram que ambos foram presos nesta manhã, mas só se pronunciará sobre as prisões quando tiver acesso aos documentos que embasaram os mandados de prisão, o que ainda não aconteceu.

A Polícia Federal ainda não se pronunciou oficialmente sobre as prisões, mas a assessoria da corporação aqui no Rio também admitiu a prisão.

Com informações da ANSA e Agência Brasil.

Violência no Rio de Janeiro 2017