MUNDO

Atirador responsável por ataque em escola da Califórnia é morto por policiais

O porta-voz do escritório do xerife do condado de Tehama confirmou as mortes das vítimas.

14/11/2017 20:03 -02 | Atualizado 14/11/2017 20:10 -02
Reprodução
Os policiais estão investigando as regiões próximas da Escola Primária Rancho Tehama, em Corning, Califórnia, após o ataque.

Pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas após um tiroteio nesta terça-feira (14) em uma escola no norte da Califórnia, de acordo com autoridades locais.

Os policiais estão investigando as regiões próximas da Escola Primária Rancho Tehama, em Corning, Califórnia, após o ataque.

Um porta-voz do escritório do xerife do condado de Tehama confirmou as mortes das vítimas. Ele acrescentou que crianças foram baleadas e que o suspeito responsável pelo ataque também estava morto.

"Eu fui informado até o momento que o atirador foi morto por policiais", disse o porta-voz à Action News Now.

O porta-voz, ainda, complementou que vários estudantes foram evacuados do local.

Um rifle semi-automático e duas armas de mão foram encontrados na cena do crime, segundo relatórios da ABC. O assistente do xerife Phil Johnston disse à televisão que o suspeito estava envolvido em um incidente de violência doméstica.

Coy Ferreira estava deixando sua filha no jardim de infância quando o tiroteio começou e precisou correr para uma sala de aula. Ferreira disse ao KRCR-TV que os tiros estavam durando "mais de 25 minutos" e que viu um jovem ser baleado no pé e no peito.

"Ele é um garoto muito forte", disse Ferreira em entrevista. "Eu não sabia que ele havia sido baleado até eu me levantar para andar na sala de aula e vi que ele tinha roupas cobertas de sangue. Ele começou a chorar e eu informei a professora de que ele havia sido atingido."

O governador da Califórnia, Jerry Brown, publicou uma declaração sobre o incidente, afirmando que ele e sua esposa, Anne, ficaram "entristecidos ao ouvir sobre a violência de hoje no condado de Tehama, que invadiu as crianças em idade escolar".

"Nós oferecemos nossas condolências às famílias que perderam seus entes queridos e convidamos todos os californianos a se unirem contra essa tristeza", acrescentou.

O vice-presidente, Mike Pence, divulgou uma mensagem similar em seu Twitter, dizendo que estava "profundamente triste" ao ouvir o incidente e a perda de vidas de crianças inocentes".

"Nós recomendamos o esforço da correta aplicação da lei", escreveu Pence. "Continuaremos a monitorar a situação e fornecer apoio federal, enquanto pedimos conforto e cura para todos os impactados".

O escritório do xerife do condado de Tehama não respondeu imediatamente ao pedido de comentários do HuffPost.

Esta é uma história em desenvolvimento. Verifique as atualizações.

Violência no Rio de Janeiro 2017