NOTÍCIAS

23 personalidades para você ter em mente quando alguém disser: 'É coisa de preto'

No Twitter, declaração racista de William Waack foi transformada numa oportunidade de celebração de heróis negros.

09/11/2017 16:03 -02 | Atualizado 09/11/2017 16:57 -02
Montagem/Twitter/Getty
"Toda a galera postando está mostrando humanos lutando pelo direito ser humano."

A hashtag #ÉCoisaDePreto esteve na lista de assuntos mais comentados do Twitter na tarde desta quinta-feira (9). Trata-se de uma resposta ao vídeo em que William Waack dispara declarações de cunho racista.

"Tá buzinando por quê, seu merda do cacete? Não vou nem falar, porque eu sei quem é... é preto. É coisa de preto", disse o âncora do Jornal da Globo quando um carro buzinava em alto volume próximo a um link da TV Globo em Washington.

Após o vazamento e repercussão do vídeo, a TV Globo decidiu afastar o jornalista até que a situação seja esclarecida. De acordo com a emissora, Waack não se lembra do que disse, mas pede desculpas "àqueles que se sentiram ultrajados pela situação".

No Twitter, as pessoas converteram a expressão racista em uma oportunidade de trazer à tona a biografia de personalidades negras do Brasil e do exterior. Pessoas que tiveram que lidar com a onipresença do racismo para tornarem-se referências em suas áreas de atuação.

De Hattie McDaniel (primeira mulher negra a ganhar um Oscar em 1940), passando por Toni Morrison (Nobel de Literatura), até Rosa Parks (símbolo do movimento dos direitos civis dos negros nos EUA), são dezenas os nomes e histórias de vida apresentados na companhia da hashtag #ÉCoisaDePreto.

Daniel Matos Vianna (@muringa77) é autor de uma série de tweets que repercutiram na rede social. Formado em história, ele fez questão de apresentar nomes de mulheres negras que, acredita, sofrem duplamente na sociedade.

"Vivemos uma sociedade extremamente machista e com um racismo cada vez mais exteriorizado. Muitas gente morreu pela liberdade e seus nomes não são, em sua maioria, lembrados", afirmou ao HuffPost Brasil.

Vianna ressalta também que a condição negra é absolutamente relevante e precisa ser discutida. "Toda a galera postando está mostrando humanos lutando pelo direito ser humano", afirma.

A seguir, você acompanha breves biografias de 23 personalidades negras. São trajetórias que mostram que "coisa de preto" está mais relacionado à resiliência do que qualquer outra ideia reducionista.

1. Harriet Tubman

2. Hattie McDaniel

3. André Rebouças

4. Rosa Parks

5. Juliano Moreira

6. Dandara

7. Patricia Era Bath

8. Max Roach

9. Toni Morrison

10. Josephine Baker

11. Shirley Chisholm

12. Septima Clark

13. Anna Julia Cooper

14. Bell Wells-Barnett

15. Archie Shepp

16. Tony Tornado

17. Aretha Franklin

18. Milton do Nascimento

19. João Cândido

20. Milton Santos

21. Hilária Batista de Almeida

22. Cartola

23. Machado de Assis

27 fatos importantes que todos devem saber sobre os Panteras Negras