NOTÍCIAS

Netflix demite Kevin Spacey de 'House of Cards' após denúncias de assédio

A empresa e a produtora da série vão avaliar "um caminho futuro para o programa", que deve ter uma última temporada.

04/11/2017 02:09 -02 | Atualizado 04/11/2017 02:46 -02
Reprodução/YouTube/Netflix
Após série de denúncias, Kevin Spacey está fora de "House of Cards".

Chegou o fim para Frank Underwood!

O presidente golpista e conspirador mais amado da ficção não deverá voltar na 6ª temporada de House of Cards.

A Netflix decidiu nesta sexta-feira (3) que não quer ter mais qualquer tipo de envolvimento com a série que inclua Kevin Spacey, ator que está na berlinda desde o início desta semana.

Na última segunda-feira (30), o BuzzFeed News publicou a denúncia do ator Anthony Rapp de que Spacey o assediou sexualmente quando ele tinha apenas 14 anos. Na época, o ator hollywoodiano tinha 26.

Em menos de uma semana vieram à tona outras acusações de assédio contra o vencedor do Oscar por Beleza Americana e Os Suspeitos.

A gota d'água para a gigante do streaming foi a reportagem da CNN com o relato de oito pessoas que trabalham em House of Cards. Elas classificaram de "predatório" o comportamento de Spacey e acusaram o ator de abusos rotineiros que tornavam "tóxico" o ambiente do set.

Num primeiro momento, a Netflix havia decidido cancelar a série na sua próxima temporada. Depois, suspendeu por tempo indeterminado as gravações. E agora decreta que Kevin Spacey está fora da série.

A nota oficial da empresa foi publicada em um tweet do repórter do BuzzFeed, Adam B. Vary, responsável pelo furo sobre Anthony Rapp:

O texto completo diz:

"Netflix não estará envolvida com qualquer produção de House of Cards que inclua Kevin Spacey. Nós vamos continuar trabalhando com a produtora MRC (Media Rights Capital), durante este hiato da série, para avaliar nosso caminho futuro relacionado ao show. Nós também decidimos que não vamos seguir com o lançamento do filme Gore, que também estava em pós-produção, estrelado e produzido por Kevin Spacey."

Spacey também era produtor-executivo da série política mais bem-sucedida da atualidade.

Assim que a primeira denúncia foi publicada, ele pediu desculpas, disse que não se recordava do ocorrido porque estava embriagado na ocasião e aproveitou para sair do armário.

A maneira que Spacey encontrou de usar a sexualidade para tirar foco do assédio gerou reações bastante negativas.

O ator informa que agora está em busca de tratamento.

"Kevin Spacey está tomando o tempo necessário para buscar avaliação e tratamento. Nenhuma outra informação será fornecida neste momento", disse uma nota enviada pela assessoria do ator na quinta-feira (2) ao The Hollywood Reporter.

"House of Cards"