MULHERES

Os números da violência contra a mulher foram escancarados no 'Miss Peru 2018'

As candidatas do tradicional concurso de beleza protestaram em rede nacional contra a violência de gênero.

31/10/2017 13:25 -02 | Atualizado 31/10/2017 13:57 -02

"Meu nome é Camila Canicoba e sou representante de Lima. Minhas medidas são: 2.202 casos de feminicídio foram registrados nos últimos nove anos no meu país."

"Meu nome é Luciana Fernández e represento a cidade de Huánuco. Minhas medidas são: 13 mil meninas sofrem abuso sexual no nosso país."

"Meu nome é Melina Machuca, represento Cajamarca. Minhas medidas são: mais de 80% das mulheres da minha cidade são vítimas de violência."

"Meu nome é Bélgica Guerra e represento Chincha. Minhas medidas são: as 65% das universitárias que são agredidas por seus parceiros."

As declarações acima foram feitas pelas candidatas a miss Peru 2018 na cerimônia que foi transmitida pela TV neste domingo (29). E elas surpreenderam o público.

No lugar do tradicional quadro em que apresentam suas medidas (busto, cintura, altura e peso), as 23 modelos fizeram um protesto contra a violência de gênero revelando os números ligados a feminicídio, abuso sexual e agressão contra meninas e mulheres no país.

Veja a apresentação de algumas das candidatas no player abaixo:

Todos os dias, noves mulheres sofrem violência sexual no Peru. Os números são da Polícia Nacional. Em 2016, a instituição recebeu 3194 denúncias relacionadas a crianças e jovens do sexo feminino.

Entre janeiro e agosto deste ano, 4998 mulheres sofreram violência sexual de acordo com o Ministério da Mulher e Populações Vulneráveis. Estima-se que esse número pode ser quatro vezes maior levando em consideração casos que não são denunciados.

O Miss Peru 2018 teve ainda um outro momento inédito.

Durante o desfile em que as candidatas apareciam de bíquini, os organizadores exibiram recortes de jornais e revistas sobre casos de mulheres agredidas e assassinadas no Peru.

Durante o evento, a organizadora Jessica Newton fez também um pronunciamento sobre empoderamento feminino e defendeu a liberdade que as mulheres devem ter na hora de se vestir. Ela ressaltou que todas devem ser tratadas com respeito independente do traje que escolherem.

As mulheres podem sair por aí peladas se elas quiserem. Peladas. É uma decisão pessoal. Se eu andar na rua de biquíni eu continuarei sendo uma mulher tão decente quanto se eu estivesse usando um vestido longo.

Miss Perú, creando conciencia en la sociedad. #MissPeru2018

Uma publicação compartilhada por Organización Miss Perú (@missperuofficial) em

A vencedora do concurso foi Maria Jose Lora , de 27 anos. Ela nasceu na cidade de Trujillo, em La Libertad.

Famosas contra cultura do estupro e violência doméstica