NOTÍCIAS

Kevin Spacey é acusado de usar homossexualidade para tirar foco de assédio

O pedido de desculpas do ator de "House of Cards" pegou mal nas redes.

30/10/2017 16:40 -02 | Atualizado 30/10/2017 17:03 -02
Lucas Jackson / Reuters
As declarações pegaram mal nas redes sociais.

As desculpas do ator americano Kevin Spacey após ser acusado de ter assediado o ator Anthony Rapp, que na época tinha 14 anos, repercutiu negativamente nas redes sociais. Usuários estão acusando a estrela de "House Of Cards" de tentar disfarçar o caso de assédio com a revelação de sua sexualidade.

No último domingo (29), Spacey postou nas redes sociais uma nota em que pede desculpas publicamente a Rapp. Hoje com 46 anos, Anthony Rapp revelou ao portal BuzzFeed News que foi assediado pelo ator em uma festa. "Ele me pegou como um noivo pega sua noiva. Mas, eu não gostei, mas inicialmente pensei 'o que está acontecendo?'. Então, ele deitou sobre mim. Ele estava tentando me seduzir... eu estava ciente que ele estava tentando me ter sexualmente", afirmour o ator, que diz ter conseguido se desvencilhar e fugido para o banheiro.

Após a revelação, Spacey pediu desculpas e disse admirar Rapp como ator. "Eu estou horrorizado ao ouvir sua história. Honestamente, eu não lembro desse encontro, que ocorreu há mais de 30 anos. Mas, se eu agi como ele descreveu, eu ofereço minhas sinceras desculpas por um comportamento bêbado profundamente inapropriado, e eu sinto muito pelos sentimentos que ele descreveu e carregou com ele durante esses anos", escreveu Spacey, que aproveitou a oportunidade para se revelar homossexual:

"Eu sei sobre as histórias sobre mim e algumas foram incentivadas pelo fato de que eu sempre protegi muito minha privacidade. Os mais próximos a mim sabem que em minha vida eu tive relacionamentos com homens e mulheres. Eu tive encontros românticos com homens durante minha vida, e eu escolhi viver como um homem gay."

As declarações pegaram mal nas redes sociais. As pessoas acusaram o ator de tentar disfarçar o assédio com o fato de ser gay.

O ator e produtor americano, Billy Eichner, que faz parte do elenco da série American Horror Story, também comentou sobre as desculpas do ator.

"Kevin Spacey acaba de inventar algo que nunca havia acontecido antes: um momento ruim para sair do armário"

"Aquelas desculpas do Kevin. Não. Absolutamente não. Não."

A comediante Wanda Skykes também acusou o ator de se esconder com sua sexualidade.

"Não não não não! Você não pode "escolher" se esconder embaixo do arco-íris! Vai se f*der!"

Outras pessoas criticaram Spacey por ter incitado a errônea relação entre a homossexualidade e a pedofilia.

O caso de Anthony Rapp veio na esteira de uma série de acusações de abusos sexuais contra diretores e atores de Hollywood. O executivo cinematográfico Harvey Weinstein já tem mais de 50 denúncias de mulheres, que relatam assédios e abusos cometidos em décadas.

Terry Richardson, o fotógrafo responsável por glamourosos ensaios com publicações globais, como Vogue, Vanity Fair e GQ, também esteve no centro das atenções nas últimas semanas e sofreu boicotes após ser acusado de uma série de assédios sexuais, comportamento que já dura por pelo menos 16 anos.

O caso de assédio de Zé Mayer