ENTRETENIMENTO

11 filmes da 41ª Mostra Internacional de Cinema de SP que vão chacoalhar sua mente

Programação exibirá mais de 390 filmes ao longo de duas semanas.

19/10/2017 17:45 -02 | Atualizado 19/10/2017 18:00 -02

A Mostra Internacional de Cinema de São Paulo inicia nesta quinta-feira (19) sua 41ª edição. Durante duas semanas, 394 filmes serão exibidos em cinemas, centros culturais e museus espalhados pela capital paulista, incluindo exibições gratuitas e ao ar livre.

Neste ano, o público poderá acompanhar retrospectivas dos cineastas Agnès Varda e Paul Vecchialie, uma seleção de produções contemporâneas da Suíça e títulos clássicos estrelados pelo ator brasileiro Paulo José. Pela primeira vez na história do festival, haverá exibição de filmes de realidade virtual.

O artista chinês Ai Weiwei é o responsável pelo cartaz deste ano e também pelo filme de abertura, Human Flow: Não Existe Lar Se Não Há Para Onde Ir (veja mais detalhes abaixo). O encerramento, no dia 1º de novembro, ficará por conta do longa francês A Trama, do diretor Laurent Cantent.

O cardápio de opções da Mostra é variado e não privilegia apenas os cinéfilos.

Há obras premiadas em festivais ao redor do mundo, incluindo Cannes, Veneza e Berlim; candidatos a vaga ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, mais de 30 filmes títulos produzidos por países latino-americanos, além de 18 longas-metragens dirigidos por cineastas brasileiras.

Para que você não fique perdido no meio de tantas opções, o HuffPost Brasil separou 11 títulos imperdíveis. Para além de filmes badalados, a lista apresenta opções que podem ser responsáveis por novas experiências de cinema para o espectador.

1. Human Flow (2017) - Direção: Ai Weiwei

Divulgação

Filme de abertura da Mostra, Human Flow aborda a grave crise mundial de refugiados. Com direção do renomado artista chinês Ai Weiwei, o documentário foi filmado ao longo de um ano e percorre 23 países, incluindo Iraque, Turquia e Afeganistão. O espectador acompanha histórias de pessoas indivíduos e famílias que vivem numa desesperadora busca por abrigo - um lugar onde haja segurança e dignidade.

2. Visages, Villages (2017) - Direção: Agnès Varda e JR

divulgação

Belga radicada na França, Agnès Varda é um dos nomes fundamentais da Nouvelle Vague. A Mostra apresentará uma retrospectiva com 11 longas que a cineasta, hoje com 89 anos, realizou. O destaque fica para o mais recente, Visages, Villages, que ela codirigiu com o fotógrafo e muralista JR. O documentário acompanha uma tocante viagem dos dois pela França a fim de criar galerias fotográficas ao ar livre.

3. Com Amor, Van Gogh (2017) - Direção: Dorota Kobiela e Hugh Welchman

Divulgação

A vida e obra do pintor holandês Vincent van Gogh (1853-1890) é abordada de forma inédita neste filme que reúne entrevistas, reproduções de grandes obras e reconstituição de eventos que resultaram na controversa morte do artista. Detalhe: Com Amor, Van Gogh foi feito totalmente em óleo sobre tela – num processo que encolveu mais de 100 artistas.

4. The Square (2017) - Direção: Ruben Östlund

Divulgação

The Square foi o vencedor da Palma de Ouro do Festival de Cannes 2017. O filme conta a história de Christian, curador de um prestigiado museu de arte contemporânea na Suécia que está prestes a inaugurar uma exposição que incentiva o altruísmo. Christian tem o celular furtado e reage de forma nada convencional ao incidente. O episódio desencadeia uma crise existencial no museu e no curador.

5. Praça Paris (2017) - Direção: Lucia Murat

divulgação

Vencedor dos prêmios de Melhor Direção de Ficção (Lucia Murat) e Melhor Atriz (Grace Passô) no Festival do Rio, Praça Paris é um thriller que retrata o conflito entre uma psicanalista portuguesa, Camila (Joana de Verona) - que desenvolve uma pesquisa sobre violência a Universidade do Estado do Rio de Janeiro - e sua paciente, a ascensorista Glória (Grace Passô) – envolta em complexo histórico de violência.

6. As Boas Maneiras (2017) - Direção: Marco Dutra e Juliana Rojas

Divulgação

Ana (Marjorie Estiano) contrata Clara (Isabél Zuaa) - uma babá que mora na periferia - para ser babá de seu filho que está para nascer. A gestação assume características inesperadas enquanto as duas dasatam um tórrido caso de amor. Título de terror fantástico, As Boas Maneiras foi o grande vencedor do Festival do Rio deste ano. E também foi premiado no Festival Locarno 2017.

7. O Homem Mosca (1923) - Direção: Sam Taylor e Fred Newmeyer

Divulgação

Clássico do cinema mudo, O Homem Mosca ganhará uma exibição especial e gratuita na área externa do Auditório Ibirapuera no dia 3 de novembro, às 20h, com acompanhamento da Orquestra Jazz Sinfônica. A comédia romântica acompanha as desventuras de Harold (Harold Lloyd), um jovem que decide abandonar sua cidade natal, no interior, para conquistar o sucesso profissional na cidade grande.

8. Bloodless (2017) - Direção: Gina Kim

Divulgação

Pela primeira vez em 40 anos, a Mostra vai exibir filmes de realidade virtual (virtual reality). O destaque absoluto dessa categoria é o documentário da sul-coreana Gina Kim. Baseado em uma história real, o filme retrata o assassinato de uma garota de programa coreana por um soldado americano em 1992. Com duração de 12 minutos, o curta-metragem segue a vítima na noite de sua morte.

9. O Homem Nu (1968) - Direção: Roberto Santos

Divulgação

Paulo José é um dos homenageados da 41ª da Mostra e receberá o Prêmio Leon Cakoff. Seis filmes estrelados pelo ator gaúcho serão exibidos gratuitamente no Vão Livre do Masp. No dia 26 de outubro, às 19h30, será a vez de O Homem Nu. Moralismo e nudez estão no centro da discussão da trama que conta a história de um professor que fica trancado pelado do lado de fora do apartamento de uma amiga após uma festa.

10. Happy End (2017) - Direção: Michael Haneke

Divulgação

Georges Laurent (Jean-Louis Trintignant) é o patriarca de uma família de adultos que, por diferentes motivos, passou a conviver debaixo do mesmo teto. Com dificuldades de diálogo e expressão de afetos, os integrante desse lar europeu e burguês passa a levar a vida segundo interesses pessoais. Esse é o enredo do novo filme de Michael Haneke, diretor de dramas premiados como Caché (2005), Amor (2012) e A Fita Branca (2009).

11. Zama (2017) - Direção: Lucrecia Martel

Divulgação

Candidato argentino ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, o longa da incensada cineasta Lucrecia Martel narra a história de Don Diego de Zama (Daniel Gimenez Cacho), um oficial da Coroa Espanhola nascida na colônia sul-americana que está ansioso para receber a carta do rei que o autoriza a se mudar da pequena cidade que vive. Ao perceber que esse documento não virá tão cedo, ele se envolve numa perseguição de um perigoso bandido local, vivido pelo brasileiro Matheus Nachtergaele.

Veja a programação completa da 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo clicando aqui.

7 avós inesquecíveis do cinema