MULHERES

A realidade do orgasmo feminino não tem nada a ver com a de filmes pornô

Isso sim é real.

18/10/2017 17:24 -02 | Atualizado 19/10/2017 16:11 -02
Marcos Alberti

O fotógrafo brasileiro Marcos Alberti registrou reações faciais de mulheres antes, durante e depois do orgasmo para explorar a verdadeira expressão de prazer ligada à sexualidade feminina. Segundo ele, a ideia é mostrar que o verdadeiro orgasmo feminino não é nada como o que é vendido pela pornografia.

"Eu queria falar sobre esse tabu de uma forma divertida e leve", disse em entrevista ao HuffPost UK. "Eu quero mostrar a realidade da vida, porque essa não é a maneira como vemos orgasmos na televisão ou na internet. Isso é real".

A série de Alberti, "The O Project", segue a mesma linha de trabalho de seu outro projeto batizado de '3 Glasses Later', em que ele registrou a expressão facial de pessoas após beberem três copos de vinho.

'The O Project' foi criada com Smile Makers, uma marca de brinquedos sexuais em uma missão para normalizar a sexualidade feminina e celebrar o desejo feminino junto com outras mulheres.

Alberti registrou as expressões faciais de mais de 20 mulheres antes, durante e depois de usar um brinquedo sexual pessoal.

A sequência de fotos revela a progressão lenta ou, em alguns casos, rápida das mudanças faciais de cada mulher enquanto ela atinge e se recupera do orgasmo.

Marcos Alberti

As mulheres que aparecem na série responderam a um anúncio do Facebook publicado originalmente pela Smile Makers, pedindo a participação de voluntárias para o projeto.

A mensagem que a série tem a intenção de passar é que "todas as mulheres merecem estar no controle de sua própria sexualidade".

Com mulheres dos Estados Unidos e até da China e Cingapura, o projeto quis explorar a diversidade de mulheres que existem no mundo todo -- desde países mais liberais até os mais conservadores.

Uma das mulheres fotografadas, Cassie, disse: "Estou emocionada.. Estamos dizendo para as mulheres do mundo todo que este [a masturbação e o orgasmo feminino] não é um segredo ou algo vergonhoso. Isso é real, é cru e lindo ", disse ela.

Outra participante, Camille, acrescentou: "Participar deste projeto foi ótimo. Deixar cada mulher saber que sua sexualidade não é um tabu e que desfrutar de uma vida sexual completa é incrível. As mulheres não devem ter medo de sentir prazer no sexo. Ele traz felicidade, bem-estar, é uma parte importante da vida de todos".

Ela adiciona: "Estou feliz por ter feito isso, foi um desafio para mim e eu me sinto mais à vontade para explorar minha própria sexualidade".

Enquanto o projeto tem uma mensagem séria, Alberti também encoraja os espectadores a abraçar o lado divertido dos orgasmos.

"Espero que quem entre em contato com essas imagens se divirtam olhando para [a série], e possam se ver nessa situação", disse ele. "Eu quero que a mulher se sinta livre e comece a falar sobre isso", completou.

Em uma declaração, Fan Yang, gerente global da Smile Makers, acrescentou: "A sexualidade feminina é repleta de vergonha e silenciamento. Nossa parceria com o Marcos nos permitiu criar esta série para derrubar este estigma social e incentivar a normalização do prazer feminino."

"O clique final, de uma mulher forte, sorrindo para a câmera, é exatamente o que queremos que as pessoas vejam. Esperamos que todos que vejam este projeto se sintam mais confiantes sobre seus corpos e sexualidade. Basta um sorriso de cada vez. "

Veja as fotos da série abaixo e visite o site de Marcos Alberti para ver mais do seu trabalho.

  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti
  • Marcos Alberti

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.

Verdades e mitos sobre o sexo lésbico