MULHERES

Por que as mulheres merecem um bom sexo

Como será a vida sexual das jovens quando os pais assumem que elas aprendem na escola tudo o que deveriam saber sobre relações sexuais?

17/10/2017 15:35 -02 | Atualizado 17/10/2017 15:36 -02
Tuija Strid / EyeEm via Getty Images
EyeEm

Como indivíduos, somos moldados pela época em que nascemos, pelas diferentes culturas e crenças familiares. Muitas vezes, quem nos cria tem grande influência sobre a pessoa que nos tornamos na idade adulta. Portanto, quando me deparei com a hashtag #ThisIsMyVagina (essa é minha vagina) e vídeos relacionados nas redes sociais, achei que também deveria falar livremente sobre o outro lado da minha vagina.

Pelo que me lembro, o sexo sempre foi um tabu onde cresci. Quando as pessoas de lá falam sobre sexo, sempre é com murmúrios ou gírias brincalhonas e difíceis de entender. Assim, a menos que você tenha passado bastante tempo com elas, nunca adivinhará o assunto. As conversas com meus pais, fiéis à moda antiga, o mais perto que chegamos de um papo sobre sexo foi "o que uma menina faz com meninos" e "tenho certeza de que eles ensinam todas essas 'coisas' na escola".

Isso é o que eles diziam ao me ver conversando com um garoto. Ou quando aquela cena de beijo na TV gerava desconforto na sala. Assim, precisei criar um significado a partir daqueles comentários aleatórios e nada esclarecedores. Agora responda: o que acontecerá com a vida sexual de uma jovem se os pais assumem que ela aprende tudo o que deveria saber sobre relações sexuais na escola, enquanto os professores tampouco são claros sobre o tema, usando frases como "você sabe a que me refiro"?

Bem, ela tem o mundo nas mãos. Pode fazer o que quiser. Pode escutar os amigos, ler livros ou sair por aí reivindicando e dando vazão aos seus desejos. Ou até mesmo não ter nenhum ponto de vista sobre isso.

Embora o que prevaleça seja a falta de opinião sobre isso, o sexo melhora quando você conhece e reivindica o que mais te satisfaz. Cabe a você decidir se usa brinquedos eróticos e se faz com uma mulher ou com um homem. O prazer está realmente no sexo que merecemos – e somente você sabe o que te atrai.

Nunca é tarde demais para ser consciente das suas necessidades. Você jamais deve fazer algo que não queira. Deixe claro o que deseja. É A SUA VAGINA! Foi isso que aprendi na minha breve vida sexual de jovem adulta: o que importa é a maneira como você quer! Não preciso me preocupar com as conversas que nunca tive, pois agora tenho muito mais noção sobre mim mesma. Tudo bem se a pessoa é altamente sexual ou se não quer sexo de jeito nenhum. Seu corpo responde aos seus desejos – você é o capitão deste navio.

Por acreditar que cada um de nós tem sua própria preferência, nunca adotei cegamente nenhuma regra sobre como eu deveria fazer sexo. Simplesmente não podemos generalizar qualquer assunto nesse campo. Vale a pena levar em conta as publicações com dicas sobre saúde e segurança. E talvez também as que falam sobre diferentes posições. Todas as outras leituras não devem ser nada além de sugestões sobre como você pode conhecer seu corpo, apropriando-se dele para aproveitar ao máximo seus encontros íntimos.

Então vá em frente e faça essas conversas sexuais serem tão abertas quanto possível, sem tornar o que funciona para você a única opção disponível para os outros.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost South Africa e traduzido do inglês.

Bolos de Vaginas