NOTÍCIAS

Para 89% dos brasileiros, Temer deveria ser processado como 'líder de organização criminosa'

Pesquisa DataFolha entrevistou 2772 pessoas em 194 cidades.

02/10/2017 17:02 -03 | Atualizado 02/10/2017 17:09 -03
Ueslei Marcelino / Reuters
Uma pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira aponta que 89% dos brasileiros são favoráveis à autorização de abertura de processo contra o presidente Michel Temer

Uma pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira aponta que 89% dos brasileiros são favoráveis à autorização de abertura de processo contra o presidente Michel Temer, acusado de organização criminosa e obstrução à Justiça.

Segundo os dados, apenas 7% dos entrevistados são contrários à aprovação da denúncia, que implicaria o afastamento do chefe de estado por até seis meses, caso a decisão da Câmara fosse aceita pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A pesquisa foi realizada nos dias 27 e 28 de setembro com 2.772 pessoas em 194 cidades. Os resultados têm margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Temer é acusado de liderar um esquema de corrupção de seu partido que teria recebido ao menos R$587 milhões de propina.

Além disso, o chefe de Estado teria dado aval à compra do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha, preso no Paraná.

No entanto, em agosto deste ano, a maioria dos deputados barrou uma primeira denúncia contra Temer, em que era acusado de corrupção passiva.

Além disso, a pesquisa também constatou que 54% dos entrevistados avaliam que os resultados das investigações da Operação Lava Jato são suficientes para justificar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Por sua vez, 40% sustentam que não há motivos para que o petista, que governou entre 2003 e 2010, seja detido. Apenas 5% ficaram sem opinar.

Em relação à Lava Jato, os brasileiros estão divididos quanto ao futuro da operação. A pesquisa registrou um empate técnico de 44% para cada lado, entre os que creem que a corrupção irá diminuir e os que pensam que continuará da mesma forma. Já para 9% dos entrevistados, atos ilícitos terão um aumento nos próximos anos.

Ao todo, 62% da população repudiam à corrupção, porque ela causa mais danos ao país do que a incompetência dos governos. Para 80% dos brasileiros, "a corrupção é inaceitável em qualquer circunstância". O Datafolha ainda conclui que 74% rejeitam a afirmação "se um governante administra bem o país, não importa se ele é corrupto ou não".