MUNDO

Ao menos 50 morrem e centenas ficam feridos no maior ataque a tiros dos Estados Unidos

O suspeito, Stephen Paddock, de 64 anos, atirou de um hotel perto do festival de música country em Las Vegas na noite de domingo.

02/10/2017 10:27 -03 | Atualizado 02/10/2017 13:05 -03
David Becker via Getty Images
Este é considerado o maior massacre por tiros da história moderna dos Estados Unidos. 

Ao menos 50 pessoas foram mortas e centenas ficaram feridas em um festival de música country em Las Vegas, Nevada por um atirador de 64 anos.

O suspeito, Stephen Paddock, de 64 anos, atirou do quarto de um hotel de 32 andares perto do evento na noite de domingo (madrugada de segunda-feira, aqui no Brasil). Este é considerado o maior massacre por tiros da história moderna dos Estados Unidos.

De acordo com informações do HuffPost US, a polícia ainda investiga o motivo do massacre. A polícia também informou que 200 foram feridos, mas a imprensa local estima que cerca de 500 pessoas estejam recebendo atendimento nos hospitais da região.

Paddock teria efetuado os disparos de um quarto dos últimos andares do Mandalay Bay Hotel and Casino e se matou quando a polícia estava prestes a prendê-lo. Foram encontrados mais de 10 rifles.

O ataque começou durante a performance de Janson Aldean, um cantor de música country. Era o ato final de um fim de semana inteiro do Route 91 Harvest Festival. Milhares de pessoas curtiam o show numa arena aberta, nos resorts de Las Vegas.

Um espectador do evento filmou o momento:

No Instagram, Aldean e sua equipe classificaram o episódio como "mais que horrível". "Eu ainda não sei o que dizer mas queria que todos soubessem que eu e minha equipe estamos seguros. Meus pensamentos e preces estão com todos os envolvidos desta noite", acrescentou.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lamentou o ataque na manhã desta segunda (2). No Twitter, ele disse: 'Minhas profundas condolências e simpatia às vítimas e familiares do terrível tiroteio em Las Vegas. Deus abençoe vocês."

Tiroteio em Las Vegas