ENTRETENIMENTO

11 documentários que vão te explicar a relação que existe entre fama e vulnerabilidade

E todos estão disponíveis na Netflix. ✌

01/10/2017 07:42 -03 | Atualizado 01/10/2017 19:40 -03

Disponível na Netflix desde o último dia 22 de setembro, o documentário Gaga: Five Foot Two entrega um retrato inédito de Lady Gaga. A jovem que ganhou o mundo com talento vocal, boas coreografias e figurinos excêntricos agora é uma mulher interessada em exibir uma imagem mais sóbria.

Gaga agora é uma artista que dá preferência a desafios artísticos cuja conexão faça sentido com suas raízes. Ela é hoje uma estrela preocupada com o autoconhecimento. Uma celebridade que, mesmo sofrendo severas dores físicas e psicológicas, se recusa a sucumbir ao peso da fama.

"Com Gaga: Five Foot Two, eu procurei testemunhar a mim mesma de uma maneira que eu fosse incapaz de me ver por conta própria. Senti orgulho, tristeza, empoderamento, vulnerabilidade", escreveu a cantora no dia do lançamento do longa.

Entre intenção e resultado final, o filme dá um panorama sobre o quão conturbada pode ser a vida de uma popstar - mesmo que ela demonstre ter controle total do seu passado, presente e futuro.

Aproveitando a chegada do documentário à Netflix, o HuffPost Brasil selecionou outros 10 filmes do gênero disponíveis no serviço de streaming. São títulos que aproximam o espectador de pessoas que, devido ao talento musica e determinação, alcançaram fama e fortuna - deixando sua marca na história.

Frágeis como qualquer ser humano, nem todos conseguiram se manter ilesos ao sucesso.

2. Whitney: Can I Be Me (2017)

Cantora de talento raro e carreira meteórica, Whitney Houston teve uma trajetória de vida conturbada e com final trágico. Whitney: Can I Be Me se debruça sobre os dramas íntimos da estrela. Dirigido por Nick Broomfield e Rudi Dolezal, o filme mostra a intrincada relação da artista com o pai, John Russell Houston; a influência opressora da mãe, a cantora gospel Cissy Houston; o casamento cheio de excessos com Bobby Brown e o vínculo devastador da popstar com as drogas. Para completar o quebra-cabeça melancólico que foi a vida íntima de Whitney, o filme traz a tona uma possível relação homossexual mal resolvida entre a cantora e sua assistente de longa data, Robyn Crawford.

3. Beyoncé: Life Is But a Dream (2013)

Muito já aconteceu na vida de Beyoncé desde que este Beyoncé: Life Is But a Dream foi lançado. No entanto, o filme ainda funciona como peça importante para quem deseja conhecer a história de uma das maiores estrelas do showbiz na atualidade. Realizado e produzido pela HBO, e dirigido pela própria Beyoncé, o longa acompanha Queen Bey durante os anos de 2011 e 2012. Momentos íntimos da popstar durante a primeira gestação, desabafos solitários em frente ao laptop e a abordagem do rompimento da relação profissional de Beyoncé com o pai, Mathew Knowles, estão entre os pontos altos do filme.

4. What Happened, Miss Simone? (2015)

Dirigido pela premiada documentarista Liz Garbus, What Happened, Miss Simone? é uma produção original da Netflix indicada ao Oscar que conta a história de uma das maiores artistas do século 20. Cantora, compositora e pianista, Nina Simone foi também uma implacável ativista dos direitos civis dos negros norte-americanos. O filme esmiúça toda a trajetória dessa lenda, da infância na Carolina do Norte, nos EUA, até a morte, aos 70 anos, em Carry-le-Rouet, no sul da França.

5. Janis - Little Girl Blue (2015)

Com roteiro e direção de Amy Berg, Janis - Little Girl Blue revê a trajetória da cantora que ajudou a redefinir o papel da mulher no Rock n Roll. Por meio de depoimentos de amigas, ex-namorados e familiares, além de cartas escritas pela artista (e narradas pela cantora Cat Power), o longa revala episódios íntimos que traumatizaram Janis como, por exemplo, o fato de não ter recebido um convite para seu baile de formatura. Como o título do filme sugere, a jovem forte e talentosa do Texas foi também uma pequena garota triste.

6. Cobain: Montage of Heck (2015)

Projeto do diretor Brett Morgen que levou oito anos para ser concluído, Kurt Cobain: Montage of Heck recupera a história de vida de Kurt Cobain. Produzido em colaboração com Frances Bean e Courney Love, filha e ex-esposa do líder do Nirvana, o filme reúne vídeos caseiros, áudios, desenhos e diários do artista nunca antes revelado. "Todas as gravações dele quando criança, acho que me deixaram triste", disse Dave Grohl sobre o documentário, cuja edição é assinada pelo canal de TV norte-americano HBO.

7. Keith Richards: Under the Influence (2015)

Lenda incontestável da história do Rock n Roll, Keith Richards tem a trajetória de vida recuperada neste documentário dirigido pelo ganhador do Oscar Morgan Neville. Um diferencial deste Keith Richards: Under the Influence é que o documentário foge da fórmula cronológica ao traçar o perfil do guitarrista dos Rolling Stones. Fora de uma linha do tempo óbvia, p espectador fica sabendo sobre as inspirações do artista, seus pensamentos sobre o tempo e a vida, sua relação visceral com o blues e o country, e também acompanha os bastidores das gravações do álbum solo de Richards lançado depois de um intervalo de duas décadas.

8. Nat King Cole: Afraid of the Dark (2014)

Jon Brewer, produtor e documentarista com extensa trajetória no mercado da música é o nome por trás deste filme que recupera a história de Nat Kin Cole, lenda do jazz que ficou conhecido pela combinação: voz de veludo e piano elegante. Em 1956, numa América sufocada pelo peso da segregação, Cole foi o primeiro artista negro americano a ter um programa de TV. O pianista fez sucesso e fortuna, mas não passou ileso pela opressão racista dentro do showbiz. O filme mexe nessas questões por meio de materiais inéditos, como diários de Cole e vídeos raros, além de entrevistas com familiares, incluindo a viúva do pianista Maria Cole.

9. Bowie: The Man Who Changed the World (2016)

Este documentário investiga investigar as origens do talento e personalidade ímpares de David Bowie, artista cuja influência ultrapassou a música, abraçando o cinema, a moda e outros campos mais. Com direção da experiente documentarista de TV Sonia Anderson, Bowie: The Man Who Changed the World combina depoimentos de pessoas que foram próximas a Bowie - incluindo as amigas e ex-namoradas do astro Dana Gillespie e Mary Finnigan - com trechos de uma célebre entrevista televisiva concedida à distância pelo artista artista em 1976 ao apresentador britânico Russel Harty.

10. George Harrison: Living in the Material World (2011)

George Harrison: Living in the Material World tem a assinatura de ninguém menos que o mestre do cinema Martin Scorsese. Para além de recuperar a jornada do músico considerado o mais enigmático do Fab Four, o cineasta se concentra na busca espiritual de Harrison, abordando ainda as apostas do música fora da cena musical - que se ocorreram no cinema e corrida de carros. O filme combina raras dos Beatles com registros pessoais do músico, além de depoimentos inéditos de Paul MacCartney, Yoko Ono, Ringo Star, Eric Clapton, entre outros.

11. Amy (2015)

Documentário vencedor do Oscar, Amy narra a história de vida da britânica que foi um dos maiores fenômenos da música neste início de século 21. Com uso de vídeos caseiros cedidos por amigos de infância da cantora e depoimentos de pessoas próximas, o documentário recupera a infância da cantora em Londres, o difícil relacionamento com Blake Fielder-Civil, a luta contra o vício em drogas, a tumultuada relação com a imprensa, e a repercussão da morte da cantora em 2011, com apenas 27 anos.

Amy Winehouse antes da fama