COMPORTAMENTO

Saiba como os psicólogos realmente analisam seus sonhos

Porque não é tão simples como 'sonhar com cachorro significa isto' ou 'sonhar com água quer dizer aquilo'.

26/09/2017 06:50 -03 | Atualizado 26/09/2017 13:19 -03
m-gucci via Getty Images
Carl Jung e Sigmund Freud foram pioneiros no campo da interpretação dos sonhos e, no século passado, milhares de livros foram escritos sobre a análise dos sonhos, desde dicionários da cultura pop até teses de doutorado.

Sonhei recentemente que estava de pé na beira de um rio com meus três filhos (não tenho filhos na vida real), explicando a eles que havia passado minha infância lá e adorava.

O sonho, por ser ilógico, ficou na minha mente depois que levantei, por isso, quando tive a chance de entrevistar uma psicóloga junguiana, Cathy Pagano, perguntei a ela qual significado o sonho poderia ter.

Carl Jung e Sigmund Freud foram pioneiros no campo da interpretação dos sonhos e, no século passado, milhares de livros foram escritos sobre a análise dos sonhos, desde dicionários da cultura pop até teses de doutorado. De fato, o desejo de entender os sonhos é quase universal. Muitos grupos indígenas buscam visões para conseguir um melhor entendimento de suas vidas, e usuários do Facebook no mundo todo contribuíram para o Atlas Mundial dos Sonhos. Quando um sonho mexe com nossas emoções, todos ficamos ansiosos em entender seu significado.

"Muitas vezes temos sentimentos que acompanham o enigma do sonho. Parece ter relação com algo, mas não podemos colocar o dedo", diz Tina Goodin, fundadora do Psychology Center, em Palm Beach, na Flórida. "Nosso desejo de saber, a sensação de que algo está se agitando dentro de nós, é irresistível."

Pagano, que usa a análise dos sonhos no aconselhamento de seus pacientes, me proporcionou o tratamento completo. Ela me explicou que meu sonho continha vários símbolos: crianças representam novas ideias e desejos de expressão criativa. Símbolos acompanhados pelo número três representam algo que está prestes a se manifestar (ao contrário do número quatro, que representa a manifestação completa). As idades das crianças — entre 5 e 10 anos — representam algo que venho trabalhando nos últimos cinco a dez anos e que começa a dar frutos. Finalmente, a água representava minha felicidade mais pura.

Os símbolos por si só não significam muita coisa, mas, quando Pagano me ajudou a explicá-los no contexto de minha vida, quase chorei.

Eis o que compreendi: recentemente venho me debatendo com a ideia de mudar dos Estados Unidos para uma comunidade ribeirinha no Canadá, onde nasci. Senti um grande conflito sobre como a mudança poderia afetar minha carreira, que venho construindo nos últimos oito anos. Devido a todos os símbolos no sonho, meu subconsciente está me dizendo que serei mais feliz perto daquele rio e que minha carreira irá florescer naquela comunidade.

Psicanalistas muitas vezes incorporam a interpretação dos sonhos em suas práticas, focando principalmente nas teorias de Freud ou Jung. Outras escolas de psicologia ― como a terapia cognitivo-comportamental, a terapia centrada na pessoa e a terapia Gestalt ― se concentram menos na análise dos sonhos.

Depois de minha conversa com Pagano, no entanto, devo dizer que acredito.

Para entender como os psicólogos interpretam os sonhos para que seus pacientes entendam melhor a si mesmos e seus desejos mais profundos, conversei com vários especialistas em todo o país.

Os sonhos revelam nossas verdades mais profundas.

Pagano disse que os sonhos usam a linguagem de símbolos e arquétipos para transmitir, do nosso interior, o que não somos capazes de compreender em nosso dia a dia — por causa de nossas crenças, medos, normas sociais e outras barreiras ao autoconhecimento. Por meio da interpretação dos sonhos, os psicólogos podem ajudar seus pacientes a enxergar a si próprios e a seus desejos de uma maneira que os libera de toda essa bagagem.

"Você tem uma visão muito mais balanceada do que está acontecendo em sua vida quando sonha", diz Pagano. "Um sonho é como energia que é retirada em um estado."

O contexto é tudo.

A interpretação dos sonhos é uma prática muito individualizada. Diferentes sonhos podem compartilhar os mesmos símbolos, mas, dependendo do que estiver acontecendo em sua vida, o significado específico daquele símbolo irá mudar. Portanto, uma casa com a pintura descascada pode indicar um desejo de melhoria externa, mas o que exatamente você quer melhorar diz respeito a você.

Manter um diário de sonhos para registrar suas visões noturnas o ajudará a começar a entender como seu subconsciente trabalha e o que está tentando comunicar, explica Pagano. Ela sugere primeiro "caminhar em volta" de um sonho específico — ou seja, observe cuidadosamente o que está acontecendo no sonho, onde você está e quem mais está presente — e então comece a examinar como você se relaciona com outras pessoas e como se sente com o sonho.

"Se há pessoas que você conhece no sonho, como elas são? Quais são suas principais características? [Se você pensa] 'Ah, não gosto dela' ou 'Ela é mandona', então OK, é uma qualidade de sua sombra", diz. "Onde você está? Em casa? Se estiver em casa, é sua casa? É uma casa que você conhece?... Normalmente os sonhos se relacionam com o que está acontecendo em sua vida."

Preste atenção especial aos sonhos recorrentes.

Um sonho que retorna mais de uma vez pode ser seu subconsciente insistindo para que você aborde algo, diz Goodin, do Psychology Center, da Flórida. Frequentemente, sonhos recorrentes estão apontando para algo não resolvido, e um pouco de análise pode revelar um bloqueio psicológico que o está segurando ou um conflito persistente que precisa de sua atenção.

"O sonho recorrente é um símbolo de urgência, convidando-nos a trabalhar para que o entendamos", diz Goodin. "[A análise] começa na superfície, do manifesto até o conteúdo latente do sonho. Às vezes, é literal, às vezes, simbólico."

A psicóloga Shain Miller, da Califórnia, destaca que o significado do sonho recorrente pode mudar ao longo do tempo. "Por exemplo, um sonho recorrente de perder uma bolsa pode significar uma coisa aos 14 anos, e algo diferente ou mais desenvolvido aos 23", diz.

Nem todo sonho tem um significado oculto.

Embora a análise do sonho possa ser uma experiência empoderadora, a psicóloga Anjhula Mya Singh Bais alerta que nem todos os sonhos são criados da mesma forma. Alguns podem revelar desejos secretos, perigos ocultos e ideias não examinadas, mas outros são simplesmente uma maneira para a mente processar estímulos em excesso. "[Estamos] classificando e expelindo o bombardeio de imagens, pensamentos, ideias e encontros com os quais lidamos todos os dias", diz Bais.

Não leve seus sonhos tão ao pé da letra.

Podem estar cheios de significados ocultos, mas os "insights" não são apresentados literalmente — eles vem em forma de símbolos. E esses símbolos significarão coisas diferentes para pessoas diferentes, dependendo dos assuntos com os quais elas estão lidando e seu contexto cultural.

Sonhar com a morte, por exemplo, não significa necessariamente que você ou alguém que você ama vai morrer em breve, explica Bais. Normalmente simboliza o fim de algo importante, como um projeto ou um relacionamento, ou mesmo o começo de algo.

Ignore os livros de psicologia pop.

Os livros que popularizam a análise dos sonhos podem ser divertidos e abrir a porta para uma reflexão profunda sobre nossos próprios sonhos, mas o que eles oferecem é mais horóscopo do que ferramentas precisas de análise, segundo Emily Anhalt, especialista em psicologia clínica e consultora psicológica.

"A interpretação dos sonhos não é uma ferramenta de tamanho único para qualquer área", diz Anhalt.

Em vez de um best-seller, ela recomenda um curso de psicoterapia com um especialista em psicodinâmica ou psicanálise treinado em interpretação dos sonhos, e que possa nos ajudar a entender os sonhos no contexto de nossas próprias vidas.

Alguns sonhos têm um significado amplamente compartilhado.

A psicóloga Nancy Mramor Kajuth afirma que existem "sonhos clássicos" comuns a várias pessoas — como chegar atrasado para um exame e não estar preparado, estar atrasado para ir ao trabalho e não saber como chegar, tentar correr e gritar e não conseguir. Esses sonhos têm uma mensagem básica e subjacente que geralmente é a mesma para todas as pessoas. (No caso dos sonhos mencionados, é o medo do fracasso.)

Mas mesmo estes sonhos terão significados mais específicos, que se diferenciam de pessoa para pessoa.

"Em outros casos, um sonho sobre estar perdido pode indicar que uma pessoa está sem direção", diz Kajuth. "Sonhos de outra pessoa podem sugerir algo sobre seu relacionamento com ela, ou podem estar relacionados com aspectos dela que atualmente têm a ver com você."

Você pode programar seus sonhos.

Isso pode parecer estranho, mas provavelmente você já teve um "sonho programado" sem sequer ter percebido. Se você já refletiu sobre um problema particular ou sobre seu relacionamento com uma certa pessoa na hora de ir dormir, explica Kajuth, provavelmente sonhou com aquela pessoa ou problema. Focar em um assunto deliberadamente antes de ir para a cama pode ativar seu subconsciente para revelar informações enquanto você dorme.

Kajuth descreveu um cliente que estava tendo dificuldades no trabalho e pensou sobre seus desafios quando estava adormecendo. Naquela noite, sonhou com uma pessoa mais velha em seu trabalho e com um despertador. Por meio da análise do sonho, percebeu que não estava recebendo o respeito que buscava na empresa. Era um funcionário mais jovem e não estava sendo tratado como especialista em sua área devido à sua idade, o que foi simbolizado pelo homem mais velho e pelo alarme.

Aqueles símbolos revelaram a ele durante o sono o que não conseguia deduzir quando estava desperto.

Se você quiser saber mais sobre como programar seus sonhos, Kajuth recomenda o livro Living Your Dreams, de Gayle Delaney, ainda sem edição no Brasil. Mas a Ediouro publicou outro título da escritora sobre o tema: O Livro de Ouro dos Sonhos.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.

11 questões sobre os sonhos que a ciência já responde