ENTRETENIMENTO

O episódio de 'Master of None' que fez Lena Waithe levar o Emmy de 'Melhor Roteiro'

Trama reflete a experiência da atriz e roteirista ao se assumir lésbica para a mãe.

19/09/2017 16:08 -03 | Atualizado 19/09/2017 16:38 -03

Lena Waithe entrou para a história do Emmy Awards como a primeira mulher negra a ganhar o prêmio na categoria Melhor Roteiro em Série de Comédia.

Atriz, produtora e roteirista, ela recebeu o troféu no último domingo (17) em Los Angeles, nos EUA, durante a cerimônia que consagrou The Handmaid's Tale e Big Little Lies como as grandes produções para TV de 2017.

FilmMagic

O troféu foi entregue à Lena por conta de seu trabalho em Thanksgiving, episódio da segunda temporada de Master of None, escrito em parceria com Aziz Ansari – responsável pela série disponível na Netflix. O episódio é protagonizado por ela mesma e reflete a experiência da artista ao se assumir lésbica para a mãe e familiares.

Ao receber o troféu, Lena mandou um recado otimista à comunidade LGBT:

"Vejo cada um de vocês. As coisas que nos fazem diferentes são nossos superpoderes. Todos os dias, quando vocês saem pela porta, colocam suas capas imaginárias e vão conquistar o mundo (...) Porque o mundo não seria tão bonito se não estivéssemos nele."

O olhar afetuoso da artista para uma realidade geralmente marcada por preconceito e opressão é um dos ingredientes que fizeram de Thanksgiving um produto digno de Emmy.

divulgação

Com humor sutil, o episódio acompanha Denise, personagem de Lena na série, durante cinco comemorações do Dia de Ação de Graças na casa de sua mãe, Catherine.

Nesse período, que vai de 1992 a 2017, o espectador acompanha a personagem em processo de descoberta de sua homossexualidade, a abordagem da questão com a mãe e a forma como Catherine lida com a sexualidade da filha ao longo do tempo.

Catherine é interpretada por ninguém menos que Angela Basset.

Estrela com indicação ao Oscar no currículo, a atriz foi nomeada ao Emmy deste por conta do episódio na categoria Melhor Atriz Convidada. Ela já indicada outras três vezes ao prêmio: por The Rosa Parks Story (2002) e duas temporadas de American Horror Story (Coven e Freak Show).

divulgação

Em um dos momentos mais tocantes do episódio, o foco muda brevemente da questão da sexualidade de Denise para a paisagem social, na qual estão todos inseridos. Ainda crianças, Denise e seu amigo Dev (Aziz Ansari) ouvem de Catherine uma explicação sucinta e segura sobre o que é minoria política.

Catherine: "Você é negra e ele é indiano. Os dois são minorias."

Denise: "O que é uma minorias?"

Catherine: "É um grupo de pessoas que tem que batalhar duas vezes mais para conseguir ter a metade."

Catherine aponta para Denise e diz: "E você é uma mulher negra, então vai ter que trabalhar três vezes mais."

Em declarações à imprensa, Lena disse que convidou Angela para participar da série porque é fã da atriz e o fato de contracenar com um ícone trouxe a tensão e respeito que ela almejava para o episódio.

divulgação

Não bastasse todos esses elementos que compõem Thanksgiving, o episódio tem ainda a direção de Melina Matsoukas, que já dirigiu a série Insecure, exibido pela HBO, e diversos clipes icônicos - incluindo Just Dance, de Lady Gaga, We Found Love, de Rihanna, e Formation, de Beyoncé.

Ótimo trabalho, Lena!

18 livros para entender mais sobre feminismo e direitos das mulheres