MULHERES

Prêmio Avon: A beleza que muda a vida dos seus profissionais

Os vencedores contam as emoções de fazerem parte de um evento desse porte.

18/09/2017 10:18 -03 | Atualizado 18/09/2017 10:18 -03
Divulgação / Avon
Maquiagem de Mari Figueiredo

A definição de beleza está sob intenso debate. Como superar os padrões de estética vigentes na sociedade? De que modo a representatividade pode influenciar na maneira como nós nos enxergamos? Nesse sentido, a maquiagem se torna uma ferramenta, uma forma de expressão, para dar voz à beleza de cada uma.

É com isso em mente que o Prêmio Avon reconhece todos os anos os profissionais da área que fazem um trabalho incrível de estudar, enaltecer e trabalhar a beleza no âmbito da maquiagem. O evento deste ano, que será realizado em novembro, tem até uma novidade: uma categoria para reconhecer maquiadores do visual drag queen, abrindo mais um leque de representatividade no meio.

O HuffPost Brasil conversou com alguns dos vencedores dessa premiação para saber um pouco mais sobre o seu envolvimento na área e como foi levar para casa não só o prêmio em uma das categorias principais (artes performáticas, audiovisual, editorial, publicidade, passarela ou social), mas também um relacionamento com a gigante de cosméticos, que inclui experiências de capacitação e aprimoramento, além de um contrato no valor de R$20 mil.

Leia as entrevistas a seguir:

Publicidade: Thyago Mandu

Hoje é dia de um #tbt especial! Que saudade tenho desse lugar! #brooklynbridge #NYC #NewYork #PremioAvon21

Uma publicação compartilhada por Thyago Mandu - Beauty Artist (@thyagomandu) em

1.Para você, o que é beleza?

É a construção, transformação e valorização da imagem, com o poder de impressionar.

2.O que fez você se apaixonar pela maquiagem?

As cores e como ela tem o poder de criar um personagem dentro de você. Muitas vezes falo que a maquiagem é como se fosse uma roupa.

3.Como você começou nesse meio?

No teatro. Quando fazia espetáculos e me maquiava, e também ajudava os colegas a se maquiarem. E quando estava me formando em teatro na UFBA (Salvador), fiz um curso para aprimorar, me apaixonei, larguei o teatro e fui fazer faculdade de maquiagem em São Paulo.

4.Por que você se inscreveu no Prêmio Avon?

Por que a Avon valoriza muito os profissionais da beleza e nos permite o reconhecimento. E foi um sonho desde quando comecei a maquiagem. Receber um prêmio é uma honra.

5.Como foi o processo durante o prêmio?

Foi um processo de muito estudo e entrega. O tema foi um pouco delicado para lidar... Trouxe o empoderamento das mulheres refugiadas no Brasil. Um tema que me tocou bastante e me fez repensar muitas coisas sobre a mulher na família, o acolhimento, a autoestima dessas mulheres e as suas esperanças.

6.O que mudou na sua carreira depois da premiação?

Na verdade, mudei de vida! A Globo entrou em contato comigo, mudei de estado e hoje eu trabalho no Projac com caracterização.

Divulgação / Avon
A maquiagem de Thyago Mandu

Audiovisual: Mari Figueiredo

Eu, olheiras, bocas da @jocastroficial e o Jack em NY! Bom diaa!! Segundo dia de workshop com a Lan Nguyen-Grealis 😍😍😍 #premioavon21

Uma publicação compartilhada por Mari Figueiredo (@marifigueiredo01) em

1.Para você, o que é beleza?

Beleza para mim é se sentir bem. Qualquer pessoa bem consigo mesma irradia beleza.

2.O que fez você se apaixonar pela maquiagem? Como você começou nesse meio?

Sempre quis seguir alguma carreira em artes; por meio da maquiagem eu consigo expressar minha arte e me realizar nela. Eu iniciei fazendo testes de maquiagens artísticas em mim mesma e logo comecei a trabalhar com fotógrafos, o que me encaminhou para o audiovisual, com que trabalho até hoje.

3.Por que você se inscreveu no Prêmio Avon?

Em 2013 eu me inscrevi como uma maneira de avaliar meu trabalho, saber da aceitação, se era nesse meio que eu deveria continuar e aumentar meu mercado. Venci, e em 2016 foi como consolidar esse mesmo mercado.

4.Como foi o processo durante o prêmio?

Durante as etapas eu vivia em pânico. Sou ansiosa e perfeccionista, não aceito o mínimo de mim. Então, eu mal dormia pensando em várias criações. Mas quando anunciam seu nome não dá para descrever o que sentimos.

5.O que mudou na sua carreira depois da premiação?

Muita coisa! Antes do primeiro prêmio eu tinha um mercado muito restrito em Campinas, interior de São Paulo. Hoje meu mercado é nacional, estou sempre viajando. O prêmio traz muita visibilidade.

Divulgação / Avon
A maquiagem de Mari Figueiredo

Passarela: Jô Castro

Jô Castro 💄💋❤️ #dicasdajosinha

Uma publicação compartilhada por Jô Castro (@jocastroficial) em

1. Para você o que é beleza?

É eu poder realçar a beleza que existe em cada mulher, poder mostrar que todas podem e devem ficar sempre lindas e maravilhosas, porque a beleza está dentro de você.

2. O que fez você se apaixonar pela maquiagem? Como começou nesse meio?

Sempre gostei de me maquiar e maquiar as amigas desde pequena. Isso só foi crescendo esse amor pela maquiagem. Comecei maquiando as amigas para festas, casamentos, bailes etc. Fazia também recreação infantil e fazia pintura artística. Um dia meu irmão me convidou para dar assistência para uns maquiadores, eu vim para São Paulo e nunca mais voltei... Larguei meu emprego no qual dava aula de artes para crianças.

3. Por que você se inscreveu no Prêmio Avon?

Havia assinado vários desfiles e achei que teria chance, fui persistente e ganhei.

4. Como foi o processo durante o prêmio?

Foi de muito estudo, o tema era Tarsila do Amaral, que amo de paixão! Tenho livros, fotos, foi sensacional e emocionante. Senti uma alegria sem fim, a felicidade tomou conta do meu coração.

5. O que mudou na sua carreira depois da premiação?

Simplesmente alavancou minha carreira. Assinei por mais um ano na Globo, estou coordenando o Make You App, mestrando cursos de make e trabalhando muito.

Divulgação / Avon

Editorial: Fernando Haddad

1. Para você o que é beleza?

Beleza é um conceito muito abrangente para mim, considerando que cada indivíduo tem uma ideia diferente de beleza. A beleza está em todas as coisas, em todos os lugares e em todas as pessoas. Beleza se tornou sinônimo de beleza física, especialmente o dos atributos físicos femininos, e acho que não é por aí. Estamos diante de um conceito muito maior, que abrange as nossas atitudes acima de tudo, os processos da natureza, o funcionamento do corpo em seu interior, a engenharia, o design, a matemática. Em tudo há beleza, mas ela só existe se a própria compreensão de cada indivíduo permite vê-la.

2. O que fez você se apaixonar pela maquiagem? Como começou nesse meio?

A minha paixão pela maquiagem surgiu muito espontaneamente enquanto ainda cursava a faculdade de relações internacionais. Eu estava muito inquieto naquele momento da minha vida e queria algo que me satisfizesse. Algo que eu pudesse realizar através de um trabalho manual. E a ideia surgiu após eu conhecer um maquiador. Foi pelo trabalho dele que me senti inspirado.

Iniciei no mundo da maquiagem bem lentamente, sabia que queria iniciar o aprendizado, mas não sabia por onde. E meses após ter conhecido esse maquiador, eu voltei a reencontrá-lo num evento e então ele me chamou para trabalhar como assistente dele. E foi assim que comecei.

3. Por que você se inscreveu no Prêmio Avon?

O prêmio Avon existe desde que eu comecei minha carreira há quase 20 anos, e por isso sempre foi algo que eu almejei alcançar. E houve também influência de amigos para que eu me inscrevesse.

4. Como foi o processo durante o prêmio?

Em primeiro lugar, acho que senti uma ponta de dúvida se deveria participar ou não. Se era algo apropriado para mim. Passada essa dúvida enviei o material. E esperei sem nenhuma expectativa o primeiro resultado. Quando saiu, pensei comigo: "Agora é pra valer, é pra ganhar ou ganhar. Vou me dedicar ao máximo para ser o vencedor". Me senti empoderado pela decisão de vencer e com isso me dediquei para vencer, a criatividade veio, o tema me deixou bastante inspirado e foi uma conjunção de fatores. E tudo deu certo até o final.

5. O que mudou na sua carreira depois da premiação?

Depois do prêmio nada mudou na minha carreira em absoluto; o que mudou foi na minha mente. O meu reconhecimento próprio das minhas capacidades, valor e autoestima.

Divulgação / Avon

Artes Cênicas: Alisson Rodrigues

1. Para você o que é beleza?

Beleza é tudo aquilo que alegra aos olhos e foge do apenas técnico... É o que sobressalta o olhar. A beleza nem sempre está em grandes coisas, mas, sim, em mínimos detalhes.

2. O que fez você se apaixonar pela maquiagem? Como começou nesse meio?

A maquiagem me escolheu. Maquiagem é arte, arte de transformar, de embelezar, arte de aprimorar, criar, idealizar. É essa paixão que eu tenho pela maquiagem. Comecei como ator e a maquiagem e a transformação são parte essencial da vida de um ator.

3. Por que você se inscreveu no Prêmio Avon?

Me inscrevi porque amo desafios, amo me desafiar e não existe desafio maior no ramo da maquiagem no Brasil do que o Premio Avon, onde temos tantos talentos, temos tantos profissionais e artistas incríveis. O desafio me move.

4. Como foi o processo durante o prêmio?

O processo é desafiador, cada vez mais afunilado. E a Avon dá um suporte incrível aos artistas... Somos tratados como família. Cada processo tem um cuidado muito especial, desde a inscrição até a premiação... Só tenho elogios e saudade.

5. O que mudou na sua carreira depois da premiação?

Muda tudo... O respeito pela classe, os olhos dos maquiadores e das pessoas leigas. Você se torna um ganhador, te abre portas incríveis... Você ganha conhecimento, experiência. Nos meus anos que cheguei na final, mas não ganhei, eu ganhei muito ao mesmo tempo, ganhei experiência, vivencia. Quando ganhei o prêmio foi um final de um ciclo e um começo de outro, de sucesso.

Divulgação / Avon

Quer saber mais? Acesse o site oficial do Prêmio Avon: www.premioavon.com.br

LEIA MAIS:

- Quando a maquiagem virou coisa de mulher?

- O que Pabllo Vittar pode nos ensinar sobre beleza para todos