ENTRETENIMENTO

Alicia Keys fez o coração dos brasileiros bater mais forte com seu show no Rock in Rio

Participação de artistas brasileiros e protesto em defesa da Amazônia marcaram o espetáculo.

18/09/2017 10:53 -03 | Atualizado 18/09/2017 11:12 -03

Uma das principais atrações do Rock in Rio 2017, Alicia Keys roubou a cena com talento, simpatia e muita disposição na Cidade do Rock na noite deste domingo (17).

Livre da maquiagem há um ano, quando decidiu dar um passo de autoaceitação, a cantora americana fez um espetáculo recheado de participações especiais e um protesto em defesa da Amazônia.

Anadolu Agency via Getty Images

Passaram pelo Palco Mundo o grupo de dança Dream Team do Passinho, Charles Bonfin, Pretinho da Serrinha, Vinicius Feyjão, Nego Álvaro, Charles Bonfim e uma representante da comunidade indígena no Brasil, Sonia Guajajara.

Cheia de carisma, Alicia não descartou seus maiores hits: Fallin, No One e Empire State Of Mind, que foram cantados com empolgação pelo público que lotava a frente do palco.

Na dançante In Common, do disco mais recente, Here, Alicia arriscou falar com o público em português e convidou o Dream Team do Passinho para dançar no palco.

O quarteto carioca fez um verdadeiro baile ao lado da cantora, exibindo várias "sarradas no ar".

O ponto alto do show foi a participação de Sonia Guajajara, representante da comunidade indígena que alertou o público sobre a atual "guerra contra a Amazônia".

Recebida com o um abraço e um beijo afetuoso de Alicia, Sonia pediu apoio popular para barrar decreto que extingue reserva na região amazônica. Com o microfone em mãos, ela disse:

"Existe uma guerra contra a Amazônia, os povos indígenas e o ambiente estão sendo brutalmente atacados", disse ela. O governo quer colocar à venda uma gigantesca área de reserva mineral. No próximo dia 20, haverá uma votação no Senado de um decreto legislativo que pode barrar todo esse absurdo. Senadores, vocês têm a chance de evitar isso. E nós estaremos de olho. Estaremos de olho porque não existe plano B. É a mãe de todas as lutas, a luta pela mãe terra. O mundo inteiro precisa vir para a linha de frente. Vamos pressionar. Demarcação já."

O discurso da líder indígena foi respondida pelo público com gritos de "Fora, Temer".

Veja no player abaixo:

27 fatos importantes que todos devem saber sobre os Panteras Negras