NOTÍCIAS

Uma maconha para cada série: A estratégia da Netflix para aumentar seu balde de pipoca

Digamos que a experiência será... intensificada. 😎

29/08/2017 07:33 -03 | Atualizado 29/08/2017 07:33 -03
Netflix
A rede criou dez tipos de maconha para serem consumidas enquanto os expectadores assistem às respectivas séries.

A Netflix inovou o jeito de assistir séries de uma maneira muito curiosa e atrativa para seus expectadores. Digamos que a experiência será... intensificada.

A plataforma de streaming desenvolveu sua marca própria de maconha, baseada em suas séries originais. As variedades incluem Poussey Riot, inspirada em Orange is the New Black, Banana Stand Kush, inspirada em Arrested Development, Baka Bike, inspirada em Santa Clarita Diet.

The Netflix Collection, a coleção de maconha da Netflix, é composta por dez variedades da erva, vendidas em potes de 3,5 gramas cada.

Netflix

A ação é parte da promoção de sua nova série, Disjointed, que influenciou a criação de três variedades da planta: Omega Strain, Eve's Bush e Rutherford B. Haze. Na série, a personagem principal Ruth Whitefeather Feldman (Kathy Bates) realiza seu sonho de abrir uma loja de maconha.

Em nota de divulgação para a imprensa, a Netflix diz que:

Cada tipo de maconha foi cultivado com base em alguma série específica, desenvolvido para complementar cada título, de acordo com seu tom. Por exemplo, para os shows mais "bobos" é recomendado o tipo Indica, já para comédias dramáticas é recomendado o tipo Sativa, para ajudar as cenas mais poderosas ressoarem.

Se você se animou para apreciar as séries consumindo seu respectivo tipo de maconha, isso não será possível no Brasil. A regulação federal americana proíbe a venda online e as versões da planta foram comercializadas entre os dias 25 e 27 de agosto numa feira em West Hollywood, apenas para consumidores credenciados com cartão para consumo de maconha medicinal.

A empresa realmente elevou o patamar de "relaxar e aproveitar sua série". Para os consumidores da erva, o pote de pipoca certamente precisará de um upgrade.

LEIA MAIS:

- Estas 'freiras' que plantam e vendem maconha na Califórnia são um barato

- Sem medo de errar, Economist diz que a legalização da maconha venceu

A Marcha da Maconha que quer 'quebrar correntes e plantar sementes'