NOTÍCIAS

Biologia no Enem: As questões e problemas que você precisa saber sobre poluição

HuffPost Brasil e Descomplica ajudam você a se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio.

07/09/2017 14:15 -03 | Atualizado 07/09/2017 14:18 -03
Getty Images/iStockphoto
Poluição é um dos temas de Biologia mais cobrados pelo Enem.

A partir desta segunda-feira (4), o HuffPost Brasil ajuda você a se preparar para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Até a data das provas, nos dias 5 e 12 de novembro, vamos trazer toda semana orientações preciosas para os candidatos a uma vaga em uma das 127 universidades cadastradas pelo Ministério da Educação que aceitam a nota do exame.

As dicas e informações são produzidas em parceria com o Descomplica, canal especializado em conteúdos para vestibulandos.

A temática ambiental sempre esteve presente nas provas do Enem. Ecologia é um dos temas dentro de Biologia mais cobrados dos alunos. A poluição que aumenta e preocupa cada vez mais os ambientalistas é abordada sob vários aspectos.

A poluição é uma das formas de desequilíbrio causado pelo homem em um ecossistema. Há três tipos que agridem o meio-ambiente: atmosférica, da água e do solo.

Conversamos com o professor de biologia Rubens Oda, do Descomplica, sobre os pontos mais importantes que você precisa estudar:

Poluição atmosférica

Aquecimento global

A principal causa do superaquecimento global é a queima de combustíveis fósseis, como a gasolina e o diesel. A queima desses combustíveis lança na atmosfera gases de efeito estufa, que contribuem para o aumento da temperatura.

O CO₂ (gás carbônico) retém calor na atmosfera e aumenta a temperatura, agravando o aquecimento global. Há também outros gases que são responsáveis por essa mudança: o CH₄ (metano), que é eliminado por meio do lixo, e o N₂O (óxido nitroso), muito utilizado na agricultura como fertilizante.

Na verdade, o efeito estufa é um fenômeno natural que possibilita a vida na terra, pois ele regula a temperatura. Sem ele, a Terra poderia se tornar muito fria, e então não haveria condições para nossa existência. O problema é que, com a emissão excessiva de gases na atmosfera, esse efeito está potencializado e aumentando desproporcionalmente as temperaturas do planeta.

Essa mudança climática causa o degelo dos pólos, aumento do nível dos oceanos e alteração em ecossistemas costeiros como manguezal e restinga. Causa também o aumento da transpiração de grandes florestas, como a Amazônica, que pode, como consequência, se tornar um grande cerrado.

Como evitar esse aquecimento? Há um processo natural que retira o CO₂ da atmosfera: a fotossíntese. Nesse processo, as plantas absorvem o gás carbônico e liberam oxigênio. Elas funcionam como aspiradores do gás poluente. Por isso, o reflorestamento é importante para aumentar a fotossíntese, sobretudo em áreas desmatadas, e assim reduzir o nível de gás.

Outra maneira é a busca de energias alternativas que substituam a queima de combustível fóssil, como solar e eólica. A energia nuclear, apesar da polêmica sobre seu uso, não emite gases estufa. Esses são mecanismos de evitar e combater o superaquecimento global.

Chuva Ácida

A queima de combustíveis fósseis também libera óxidos de enxofre (SO₂ e SO₃) e óxidos de nitrogênio (N₂O, NO e NO₂), que reagem com o vapor d´água, formando a chuva ácida. A acidez é classificada pelo pH abaixo de 7. A chuva ácida tem o Ph abaixo de 5,5.

A chuva ácida causa vários estragos ambientais. Danifica as plantações, provoca alterações químicas no solo, nos rios e lagos. Dessa maneira, leva à morte de peixes e à contaminação de águas subterrâneas.

Poluição da água

Assoreamento

Ocorre quando há depósitos de sedimentos nos rios e lagos, que diminuem o volume de água, podendo alterar seu curso. As chuvas carregam para dentro da água sedimentos que estão no solo ao seu redor. Quando a vegetação está preservada, ela funciona como uma barreira natural e os detritos não chegam até a água.

O desmatamento, além de causar erosões, faz que uma grande quantidade de sedimentos seja depositada nos rios, prejudicando seu escoamento. Por isso, é importante a preservação da mata ciliar, vegetação das margens dos cursos d´água.

Maré Negra

É o derramamento de petróleo nos rios e lagos. O petróleo, por ser menos denso que a água, fica na superfície e bloqueia a luz, diminuindo a taxa de fotossíntese e alterando toda a cadeia alimentar aquática. Ocorre acúmulo de petróleo nos animais aquáticos e nas penas das aves marinhas.

Eutrofização

É o aumento da quantidade de nutrientes na água. Esse aumento ocorre pelo descarte de esgoto e fertilizantes. Os microorganismos decompositores aeróbicos se alimentam desses nutrientes e ocorre uma proliferação excessiva. Ao se alimentarem, essas bactérias consomem oxigênio, diminuindo a concentração desse gás na água e causando mortalidade de seres aeróbicos. Esse processo abre espaço para os decompositores anaeróbicos.

A eutrofização também aumenta a quantidade de algas na superfície da água, impedindo que a luz chegue em outros produtores que ficam submersos.

Poluição do solo

Lixões

O descarte inadequado pode gerar graves problemas ambientais. O acúmulo de lixo libera chorume, que contamina o solo.

O acúmulo de lixo pode atrair insetos e animais transmissores de doenças, como ratos e o mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus.

Os pesticidas, como DDT, não são biodegradáveis e contaminam solo, água e atmosfera.

As alternativas aos lixões são compostagem, reciclagem e aterro sanitário. Pense nos 5 Rs: Reciclar, Reduzir, Reutilizar, Repensar e Recusar.

Teste seus conhecimentos na galeria abaixo, com as questões do Enem selecionadas pelo Descomplica. O gabarito está no final. Boa sorte!

Enem Poluição

LEIA MAIS:

- Estes são os 7 canais no YouTube que vão te preparar para o Enem 2017

- Esqueça o Enem, estas pessoas são fortes candidatas no vestibular de memes