MUNDO

Multidão faz um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do atentado em Barcelona

Centenas de pessoas fizeram um minuto de silêncio na Praça de Catalunha nesta sexta-feira (18).

18/08/2017 10:01 -03 | Atualizado 18/08/2017 10:38 -03
Sergio Perez / Reuters
Os espanhóis se reuniram na Praça de Catalunha, que fica em Las Ramblas, junto com o rei Felipe VI, o chefe de governo Mariano Rajoy, o presidente catalão, Carles Puigdemont, e a prefeita Ada Colau.

Centenas de pessoas fizeram um minuto de silêncio na Praça de Catalunha nesta sexta-feira (18), em Barcelona, em homenagem às vítimas do atentado terrorista cometido ontem com uma van que atropelou mais de 100 pessoas na zona turística e comercial de Las Ramblas.

Os espanhóis se reuniram na Praça de Catalunha, que fica em Las Ramblas, junto com o rei Felipe VI, o chefe de governo Mariano Rajoy, o presidente catalão, Carles Puigdemont, e a prefeita Ada Colau. Após permanecer em silêncio por um minuto, a multidão aplaudiu as vítimas e entoou coros de "no tinc por", ou "não temos medo".

O atentado, reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), ocorreu por volta das 17h locais (12h de Brasília), quando uma van branca atropelou por 600 metros dezenas de pedestres que estavam em Las Ramblas.

Ao todo, 13 pessoas morreram no atropelamento em massa em Las Ramblas, em Barcelona, e uma mulher faleceu nesta sexta-feira (18) em Cambrils.

Ela tinha ficado ferida no atentado cometido durante a madrugada por um veículo com cinco suspeitos que quebrou uma barreira policial. As autoridades contabilizam mais de 100 feridos nos dois atentados. A polícia já anunciou que os episódios estão relacionados.

A zona de Las Ramblas é formada por um calçadão e vielas comerciais que atraem turistas todos os dias. O local estava lotado no momento do acidente, em pleno verão europeu.

A região ficou completamente interditada durante a noite para operações da polícia e de limpeza, mas já foi reaberta ao público. Apenas uma das vias que leva ao porto permanece fechada para veículos.

Prisão de suspeitos

A polícia da Catalunha acabou de anunciar que prendeu uma quarta pessoa suspeita de ligação com os atentados terroristas cometidos ontem (17) na Espanha. Atualmente há dois homens detidos em Ripoll, sendo que um deles Driss Oukabir, irmão mais velho de Moussa Oukabir, de 18 anos, apontado como o motorista da van que invadiu Las Ramblas.

Outro suspeito tinha sido preso em Alcanar, a 200 quilômetros de Barcelona. Trata-se de um espanhol natural de Melilla, enclave do país europeu no Marrocos. Ainda não se sabe onde o quarto suspeito foi detido ainda.

Na noite de ontem, cinco homens com cintos explosivos falsos tentaram burlar uma barreira de segurança em Cambrils e feriram seis pessoas.

LEIA MAIS:

- Abrigo, doação de sangue e corridas de graça: A onda de solidariedade que tomou Barcelona após atentado

Atentado em Barcelona