MUNDO

Jovem paquistanesa Malala estudará política em Oxford

Sobrevivente do Talibã fez o anúncio hoje em seu Twitter

17/08/2017 09:28 -03 | Atualizado 17/08/2017 09:32 -03
Afolabi Sotunde / Reuters
A própria jovem de 20 anos fez o anúncio nesta quinta-feira (17), em sua conta oficial do Twitter.

Prêmio Nobel da Paz em 2014 e ativista pelo direito das mulheres à educação, a jovem paquistanesa Malala Yousafzai frequentará a Universidade de Oxford, na Inglaterra, onde estudará política, filosofia e economia.

A própria jovem de 20 anos fez o anúncio nesta quinta-feira (17), em sua conta oficial do Twitter. "Estou muito entusiasmada de ir para Oxford!", escreveu, publicando também uma foto da confirmação de sua matrícula.

Malala já tinha contado que havia sido aceita por uma Universidade do Reino Unido, mas sem dar detalhes. Ela vive na Inglaterra com sua família desde 2012, após sobreviver a um atentado do Talibã no Paquistão.

Malala levou um tiro na cabeça, disparado por terroristas talibãs que a impediam de frequentar a escola, e precisou passar às pressas por cirurgias.

LEIA MAIS:

- Barack Obama condena supremacia branca e tem o segundo tweet mais amado da história

- Empresas de tecnologia banem e encerram contas de pessoas que defendem supremacia branca nos EUA

Atentado em Charlottesville