ENTRETENIMENTO

11 coisas incríveis que você provavelmente não sabe sobre o Acre

Não só do curioso caso de Bruno Borges é feita a história da região.

13/08/2017 14:39 -03 | Atualizado 13/08/2017 16:01 -03

Na última sexta-feira (11), a notícia do reaparecimento de Bruno Borges, o menino do Acre, na capital Rio Branco, mexeu com os ânimos das pessoas nas redes sociais.

O estudante de psicologia de 25 anos havia desaparecido misteriosamente há 5 meses, deixando no quarto uma estátua de 2 metros do filósofo Giordano Bruno, centenas de mensagens nas paredes e 14 livros criptografados.

O caso ganhou repercussão nacional e passou a ser investigado pela Polícia Civil do Acre que, após investigação, encontrou indícios de que o desaparecimento se tratava de um plano de marketing para divulgação de seus escritos.

O primeiro dos 14 livros que estavam no quarto do rapaz já foi publicado e, inclusive, entrou recentemente para a lista de títulos mais vendidos no Brasil. O segundo volume será lançado daqui dois meses.

Para provar que não só do curioso caso de Bruno Borges é feita a história do Acre, a seguir, o HuffPost Brasil apresenta 11 coisas que você provavelmente não sabe sobre o estado.

1) O Acre foi comprado da Bolívia em 1903.

O negócio custou 2 milhões de libras esterlinas. O território foi declarado estado brasileiro bem mais tarde, em 1962.

2) Quem nasce no Estado do Acre é chamado de acriano.

Isso mesmo. Depois do acordo ortográfico, a forma correta deixou de ser acreano.

3) O músico João Donato é um dos brasileiros famosos nascidos no Acre.

Além dele, os políticos Enéas Carneiro(1938-2007), Marina Silva, o ativista Chico Mendes e a autora da novela A Força do Querer, Gloria Perez, tem o estado como terra-natal.

4) O Acre tem apenas 22 municípios.

Ao lado do Amapá (16) e Roraima (14), ele é um dos estados brasileiros com o menor número de cidades. São Paulo, por exemplo, tem 645 municípios.

5) O último pôr-do-sol do Brasil ocorre no Acre.

Mais precisamente Serra do Moa, região situada na fronteira do Acre com o Peru. Lá, o fuso horário tem duas horas a menos que o horário de Brasília.

6) A principal atividade econômica do Acre é o extrativismo vegetal

Além da famosa exploração da borracha, o Estado tem como principais fontes de produção a castanha-do-para, o fruto do açaí e o óleo da copaíba.

7) O Acre é o berço do Santo Daime

A doutrina que combina espiritualidade e ingestão da bebida ayahuasca foi fundada na região amazônica no início do século 20 pelo lavrador e descendente de escravos Raimundo Irineu Serra, conhecido hoje como Mestre Irineu.

8) E, provavelmente, também o berço do homem mais velho do mundo

Alexandre Santana/Arquivo pessoal

O seu José Souza nasceu no Ceará e trabalhou como seringueiro no Acre. De acordo com o G1, a certidão de nascimento do aposentado informa que ele nasceu em 10 de março de 1884. Isso equivale a 129 anos de vida.

9) No Acre existe uma oficina mecânica que atende só mulheres

Depois de ser enganada por mecânicos e gastar dinheiro em consertos desnecessários, a empresária Daniella Lima resolveu criar uma oficina mecânica com e para mulheres. A empresa á um sucesso, como informa o G1.

10) Por lá, um casal trocou a tradicional valsa pelo funk e quebrou a internet

Foi em novembro do ano passado. Paula Marques e Antônio Neto, que moram na capital Rio Branco, resolveram dançar um hit de Anitta na festa do casório. O vídeo foi assistido por mais de 1,5 milhão de pessoas no Facebook.

11) Foi no Acre também que um bebê ficou entalado numa panela de pressão

Divulgação/Bombeiros
Divulgação/Bombeiros

O episódio ocorreu na cidade de Brasileia. A menina de 1 ano e 4 meses ficou com pernas e região lombar dentro da panela. O caso deixou muita gente aflita, mas foi resolvido rapidamente com a ajuda dos bombeiros da região.

LEIA MAIS:

- 11 motivos pelos quais o Carnaval de Recife (e Olinda) é o melhor do Brasil

- 14 sobremesas nordestinas que você deve provar pelo menos uma vez na vida

As 10 melhores universidades da América Latina