MULHERES

Este projeto quer ajudar meninas de comunidades de todo o Brasil a descobrirem seu potencial

'Plano de Menina' pretende alcançar 200 mil meninas das comunidades de todo Brasil.

10/08/2017 17:36 -03 | Atualizado 14/08/2017 15:05 -03
Divulgação
Por meio de vídeos, projeto leva informação e incentivo sobre comportamento, autoestima, direitos, raça e gênero.

Há dois anos, a jornalista e empreendedora Viviane Duarte criou o projeto Plano de Menina com a intenção incentivar o protagonismo social de garotas de regiões como Capão Redondo e Grajaú, no extremo sul da capital paulista. Por meio de workshops sobre autoestima, cultura do estupro, feminismo e racismo, ela mostrava às garotas potencial delas e contribuía para que ocupassem novos espaços.

Divulgação
De origem periférica, Viviane Duarte idealizou o projeto a fim de despertar o potencial de meninas que estão na periferia.

"Depois de muitos encontros e conversas, descobri que elas não tinham planos e estavam desmotivadas por conta de tantos obstáculos que encontram em seu dia a dia. Nasci na periferia e minha missão com o projeto, depois de furar muitas bolhas e ocupar meus espaços na sociedade, era voltar e contar para outras meninas sobre as possibilidades de realizarmos nossos planos. Queria ser um canal de conexão delas com mundos que muitas vezes não parecem possíveis", conta a jornalista.

Com a ajuda de uma rede de amigas, Viviane aperfeiçoou o projeto com disciplinas ministradas por especialistas - que vão de juízas a publicitárias. Voluntariamente, elas se dividiam aos sábados para fazer o projeto acontecer. A partir daí, todos os fins de semana de semana foram de encontros de mulheres e meninas. Em 2016, o projeto chegou reunir cerca de 150 garotas.

Divulgação
Clara Averbuck, escritora e feminista, ministra a disciplina 'Você Não é Obrigada' na plataforma digital.

Este ano, a inquietação da jornalista, querendo impactar um número maior de meninas, resultou na amplificação do projeto. Em parceria com a marca Seda, da Unilever, que acaba de lançar a campanha #JuntasArrasamos a favor da sororidade, nasceu a plataforma digital Plano de Menina #JuntasArrasamos, que tem como meta impactar cerca de 200 mil meninas de comunidades de todo Brasil.

Por meio de vídeos, o objetivo é levar à essas meninas informação e incentivo sobre comportamento, autoestima, direitos, raça, gênero, entre outros. As aulas tem títulos espertos como Você Não é Obrigada - que fala sobre machismo, relacionamentos abusivos e preconceitos; Close Certo - que trata sobre pertencimento e autoestima; e Look do Dia, com conteúdos oferecidos por Seda, que fala sobre como se vestir bem gastando pouco.

Divulgação
A poeta Mel Duarte ministra a disciplina 'Close Certo', sobre autoestima e pertencimento.

Juliana Carvalho, diretora de marketing de Seda, afirma que a proposta daparceria é colocar a sororidade em prática. "Queremos que milhares de garotas que vivem em comunidades do Brasil consigam enxergar novas perspectivas para seguirem suas vidas. Estamos fomentando o empoderamento delas, por meio da colaboração entre as mulheres. A marca está muito feliz em cocriar essa plataforma e propor ações transformadoras".

Para saber mais sobre o projeto, basta acessar planodemenina.com.br.

LEIA MAIS:

- Por que as mulheres indianas estão usando máscaras de vacas?

- Esta animação 'Le Clitoris' vai te contar como aconteceu a descoberta do clitóris

Fotos de meninas esportistas sendo completamente f*donas