COMPORTAMENTO

12 celebridades jogam a real sobre o poder da terapia

Amém!

08/08/2017 10:37 -03 | Atualizado 08/08/2017 10:45 -03

Chega de falar mal de terapia.

Buscar ajuda para tratar de saúde mental não é apenas vital, mas também pode melhorar drasticamente a qualidade de vida. Pesquisas indicam que conversar com um terapeuta pode refazer as conexões neurais e também ajudar a encontrar propósito na vida e a lidar com os fatores de estresse do dia-a-dia.

Apesar desses benefícios, ainda há uma nuvem de estigma em torno da saúde mental. E é esse tipo de vergonha que muitas vezes impede as pessoas de procurar um terapeuta.

Por sorte, cada vez mais pessoas públicas estão se manifestando a respeito dessa ideia equivocada. Veja algumas das declarações de celebridades que listamos abaixo. Elas são prova de que não há vergonha nenhuma em buscar ajuda.

1. "Pedir ajuda é sempre um sinal de força." - Michelle Obama

Mark Kauzlarich / Reuters

Em uma entrevista com a revista Prevention, em 2016, a ex-primeira-dama dos Estados Unidos elogiou o poder de procurar ajuda -- especialmente para veteranos de guerra que podem estar lidando com transtorno de estresse pós-traumático.

"Encontrei vários ex-militares e cônjuges que estavam hesitantes em pedir ajuda porque achavam que conseguiriam lidar com o problema sozinhos ou que buscar ajuda significava que eles eram fracos", disse ela à revista. "Mas é claro que isso não poderia estar mais longe da verdade ... Nossos militares, veteranos e suas famílias são algumas das pessoas mais corajosas e resistentes que já conheci, e pedir ajuda é sempre um sinal de força."

2. "Meu cérebro e meu coração são realmente importantes para mim. Não sei por que eu não procuraria ajuda para que fossem tão saudáveis ​​quanto meus dentes." -- Kerry Washington

Mario Anzuoni / Reuters

A estrela da série "Scandal" falou sobre terapia em entrevista para a revista Glamour, em 2015. Na entrevista, que também incluiu Sarah Jessica Parker e Obama, ela enfatizou que a razão pela qual ela fala na mídia sobre sua saúde mental é porque sente que o problema deva ser tratado da mesma forma que a saúde física.

"Digo isso publicamente porque eu acho muito importante tirar o estigma da saúde mental", disse ela. "Meu cérebro e meu coração são muito importantes para mim. Não sei por que eu não procuraria ajuda para ter essas coisas tão saudáveis ​​quanto meus dentes. Vou ao dentista. Então, por que eu não iria ao psiquiatra?"

3. "Não é sinal de fraqueza dizer 'preciso de ajuda'" – John Hamm

Danny Moloshok / Reuters

Hamm discutiu como o tratamento de saúde mental o ajuda a enfrentar os desafios da vida, como sua separação da escritora e diretora Jennifer Westfeldt, em entrevista concedida este ano à revista InStyle.

"Cuidados médicos são cuidados médicos, seja para seu cotovelo, para os dentes ou para o cérebro", disse ele à publicação. "E são importantes."

Ele também enfatizou que consultar um profissional não diminui a pessoa ou significa que ela seja frágil.

"Vivemos em um mundo em que admitir qualquer coisa negativa sobre você é visto como fraqueza, quando na verdade é uma força. Não é fraco dizer: 'Preciso de ajuda', disse Hamm. "A longo prazo, é muito melhor, porque você precisa consertar as coisas."

4. "Acho que, tenha você um problema de saúde mental ou não, é bom falar com alguém -- especialmente um profissional." - Demi Lovato

Danny Moloshok / Reuters

Lovato tem falado abertamente sua saúde mental há anos -- e ela diz achar chocante que as pessoas ainda pensem que o assunto seja motivo de estigma. Em entrevista concedida em fevereiro ao The Huffington Post, ela falou das vantagens de cuidar do seu bem-estar emocional com a ajuda de um profissional.

"A maior surpresa para mim é a quantidade de pessoas que tem medo de falar sobre saúde mental", disse ela. "Terapia é algo que todos devem tentar. Acho que, se sua saúde mental é boa ou não, é bom conversar com alguém -- especialmente um profissional."

5. "Passei muito tempo evitando sentimentos. E agora não tenho mais tempo para isso." - Brad Pitt

Mario Anzuoni / Reuters

O ator revelou à GQ Style no início deste ano que começou a fazer terapia após seu divórcio de Angelina Jolie. Ele também destacou uma grande verdade na entrevista quando se trata de procurar ajuda profissional: às vezes é preciso dar uma boa procurada.

"Acabo de começar a terapia", disse Pitt. "Adoro, adoro. Passei por dois terapeutas para encontra a pessoa certa."

Pitt também comentou como o processo o ajudou a fazer muita reflexão interna.

"Acho que passei muito tempo evitando sentimentos", disse ele. "E agora não tenho mais tempo para isso."

6. "É extremamente importante, toda vez que algo surgir, procurar alguém e se abrir com essa pessoa." - Brandon Marshall

Icon Sportswire via Getty Images

O jogador de futebol americano Brandon Marshall, que co-fundou a organização de saúde mental Project 375, já discutiu sua experiência com transtorno de personalidade limítrofe. Em maio, a estrela da NFL falou com o Child Mind Institute sobre a importância de ter um sistema de apoio durante os momentos ruins.

"É extremamente importante, toda vez que algo surgir, procurar alguém e se abrir com essa pessoa", disse ele.

7. "Temos de ajudar os jovens e seus pais a entender que pedir ajuda não é sinal de fraqueza." – A duquesa de Cambridge

Neil Hall / Reuters

A família real britânica se dedica à conscientização sobre saúde mental. Em abril do ano passado, eles lançaram a campanha "Heads Together", cujo objetivo é reduzir o estigma que envolve a questão. Tanto a duquesa de Cambridge como seu marido e o príncipe Harry discutem abertamente a procura por profissionais de saúde mental – pode fazer toda a diferença, especialmente para os mais jovens.

"Temos de ajudar os jovens e seus pais a entender que pedir ajuda não é sinal de fraqueza", disse a duquesa de Cambridge num evento em maio de 2015.

8. Matty McGorry

Jason LaVeris via Getty Images

O ator de "How to Get Away With Murder" é conhecido por falar bastante nas redes sociais – e isso inclui falar sobre terapia. Em maio, mês da conscientização da saúde mental, McGorry tuitou sobre fazer terapia e disse que o acesso à saúde mental não deveria ser limitado.

(A terapia ajudou todos os aspectos da minha vida, literalmente. Terapeutas deveriam ser gratuitos para todos, não só para quem pode pagar).

9. "Não é preciso sofrer em silêncio e não há vergonha em pedir ajuda." – Catherine Zeta-Jones

ANGELA WEISS via Getty Images

Zeta-Jones falou sobre seu diagnóstico de transtorno bipolar em uma entrevista para a revista People em 2011, quando era menos comum falar do assunto em público. A atriz disse estar disposta a falar de seu problema se isso incentivasse as pessoas a cuidar do próprio bem estar.

"É uma doença que afeta milhões de pessoas, e sou uma delas", afirmou ela. "Se minha relação com a doença incentivar uma pessoa a buscar ajuda, já valeu a pena. Não é preciso sofrer em silêncio e não há vergonha em pedir ajuda."

10. "É maravilhoso poder falar com alguém que não vai te julgar." – Katy Perry

Stephane Cardinale - Corbis via Getty Images

A cantora recentemente transmitiu ao vivo uma sessão de terapia pelo YouTube, na qual falou em pensamentos suicidas. Ela discutiu a decisão de fazer a sessão em público com a estação de rádio australiana KIIS FM. Perry afirmou que a terapia é uma ferramenta excelente para seu bem estar emocional.

"Faço terapia há mais ou menos cinco anos e acho que ela ajuda demais em minha saúde mental", disse ela. "É maravilhoso poder falar com alguém que não vai te julgar, porque acho que pouca gente tem [essa vantagem]."

11. "Cada sessão melhorou minha vida." – Rachel Bloom

VALERIE MACON via Getty Images

Bloom, mais conhecida por criar e estrelar a série "Crazy Ex-Girlfriend", falou à revista Glamour sobre sua terapia. Ela afirmou que as sessões com o psiquiatra melhoraram drasticamente sua saúde mental. O depoimento de Bloom é prova de que não há um tratamento que sirva para todas as pessoas.

"Já tinha feito terapia, mas pela primeira vez procurei um psiquiatra", disse a atriz. "Cada sessão melhorou minha vida. Ele diagnosticou uma depressão leve e receitou uma dose pequena de Prozac. Há um estereótipo (acreditava eu) que diz que os antidepressivos te deixam anestesiado; não aconteceu comigo."

12. "Terapia é lindo." – Jenny Slate

Amanda Edwards via Getty Images

A atriz de "Landline" falou sobre saúde mental em uma entrevista recente com a revista Marie Claire. Slate enfatizou que buscar ajuda não deveria ser considerado insulto. Ao contrário, deveria ser celebrado.

"Sabe o que é estranho nos reality shows? Tudo. Muitas vezes as mulheres dizem umas para as outras que elas deveriam procurar terapia, como se fosse insulto", disse a atriz. "Tipo: 'Você realmente precisa de ajuda, querida'. Te desejo o melhor. Você precisa fazer terapia'. Mas toda pessoa precisa de alguém com quem conversar. Terapia é lindo."

Não é verdade? Sigam pregando, estrelas. Conscientização definitivamente ajuda.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- A brilhante resposta do CEO à funcionária que pediu folga para cuidar de sua saúde mental

- Por que contar meus segredos me devolveu a autoestima

Celebridades: falam sobre a importância de terapias