MUNDO

Hiroshima lembra vítimas de bomba e pede o desarmamento nuclear

Mais de 50 mil pessoas se reuniram para lembrar o ataque que ocorreu há 72 anos.

06/08/2017 11:04 -03 | Atualizado 06/08/2017 11:06 -03
NurPhoto via Getty Images
Mais de 50 mil pessoas se reuniram para lembrar o ataque que ocorreu há 72 anos.

Mais de 50 mil pessoas se reuniram neste domingo (6) no parque da Paz em Hiroshima, no Japão, para relembrar os 72 anos do lançamento da bomba atômica sobre a cidade durante a Segunda Guerra Mundial.

Além dos moradores, representantes de 80 países também participaram da cerimônia e lembraram as milhares de vítimas do bombardeio.

Às 8h15 (hora local), após o toque de um sino, foi feito um minuto de silencio. O horário foi o mesmo em que a bomba caiu sobre a cidade.

Durante seu discurso, o prefeito de Hiroshima, Kazumi Matsui, lembrou a assinatura de um documento entre 122 países na Organização das Nações Unidas (ONU) que proíbe o uso de armamentos nucleares.

No entanto, o texto do dia 7 de julho não foi assinado pelas principais potências mundiais e pelas nações que possuem bombas atômicas em seus arsenais.

NurPhoto via Getty Images

NurPhoto via Getty Images

NurPhoto via Getty Images

Leia mais notícias em ANSA

LEIA MAIS:

- A violência sexual escondida no ato de interromper o uso da camisinha durante o sexo

- Eu não luto pelo fim da cultura do estupro

As crianças que fugiram da guerra na Ucrânia