NOTÍCIAS

O dia em que os memes entraram em campo para comentar a denúncia contra Temer

É claro que o Twitter lembraria do caos político...

02/08/2017 16:51 -03 | Atualizado 02/08/2017 17:19 -03
Reprodução
É claro que o Twitter lembraria do caos político...

Nesta quarta-feira (2), os deputados devem votar a denúncia contra o presidente Michel Temer. Mesmo com interrupções, foi alcançado o quorum mínimo de 342 presentes e foi iniciada uma nova sessão em torno das 14h na Câmara.

A estratégia da oposição foi adiar o evento para que os votos dos deputados ganhasse exposição na cobertura dos jornais das televisões abertas, que deve ocorrer no início da noite.

No Twitter, porém, o "Fora Temer" e "Investiguem Temer" já estão entre os assuntos mais comentados. A oposição aproveitou as hashtags para fazer piadas com a situação na Câmara.

Os deputados vão decidir se o Supremo Tribunal Federal (STF) deve receber a denúncia por corrupção contra o presidente que foi apresentada pela Procuradoria Geral da República.

Se a Câmara der aval ao processo, o presidente será afastado do cargo e, se for condenado, ele perde o mandato.

Alguns usuários também aproveitaram para relembrar a votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Na época, 'por Deus', 'pela família' e, principalmente, 'contra a corrupção' foram as justificativas utilizadas pelos políticos para afasta-la.

Temer se tornou alvo das investigações após a divulgação da delação da JBS. Em áudios, ele aparece indicando o deputado Rocha Loures como o seu "homem de confiança".

Loures foi flagrado pela Polícia Federal recebendo uma mala de dinheiro, com cerca de 500 mil reais, de um dos executivos da JBS. De acordo com as investigações, o total da propina negociada ultrapassa os 30 milhões.

É claro que o Twitter lembraria os balanços dos cofres públicos...

Com direito até a trocadilho!

A famosa mala de dinheiro também fez presença em Brasília...

E tem gente que tá usando a criatividade para se posicionar contra o governo. Imagina o flashmob...

Também teve aula de gramática para tentar explicar o contexto político.

E até mesmo tatuagem!

LEIA MAIS:

- 'Será o presidente da República um facínora que não pode ficar solto?', questiona defesa

- Os argumentos do deputado aliado de Aécio para salvar Temer

Entenda a Operação Lava Jato