LGBT

14 fotos que mostram a bravura de ser trans no exército

Um fotógrafo registrou uma série de imagens apresentando soldados transexuais fotografados em 2013 e as imagens são especialmente fortes quatro anos depois.

27/07/2017 15:46 -03 | Atualizado 27/07/2017 16:01 -03

Um fotógrafo registrou uma série de imagens apresentando soldados transexuais fotografados em 2013 e as imagens são especialmente fortes quatro anos depois.

Na última quarta-feira (27), o presidente dos Estados Unidos Donald Trump publicou uma série de tweets anunciando que as pessoas transgêneros não terão permissão para servir no exército americano.

Trump explicou que ele "consultou [seus] generais e especialistas militares" e citou "custos médicos e interrupções" como a razão pela qual ele tomou a decisão.

A proibição pode reverter efetivamente o anúncio do ex-presidente Barack Obama feito no ano passado de que as pessoas transgêneros poderiam servir abertamente nas forças armadas.

Jeff Sheng
M, Italy, 2014

Embora a ação de Obama fosse um sinal de progresso para as milhares de pessoas transgênero, não significava que os serviços militares estavam equipados para atender as suas necessidades médicas.

De acordo com um estudo publicado na JAMA Internal Medicine, 74% dos médicos militares não receberam treinamento sobre as necessidades de saúde das pessoas trans.

E certamente não significava que o estigma de ser trans nas forças armadas desaparecesse de um dia para a noite.

Jeff Sheng é artista e fotógrafo americano. Seu trabalho se concentra no movimento contemporâneo dos direitos LGBTs. Ele começou a fotografar membros do serviço militar em 2013, quando os trans ainda eram obrigados a ocultarem sua identidade de gênero.

Sheng capturou os retratos dos militares com a esperança de que ele eventualmente pudesse fotografá-los novamente, mas dessa vez revelando suas identidades.

"A minha esperança era que, eventualmente, eles fossem plenamente aceitos nas forças armadas e fossem permitidos a servir abertamente como aqueles que são lésbicas, gays e bissexuais", disse Sheng.

Em vez disso, a pessoa que ocupa o escritório mais alto da nossa nação perpetuou mitos brutalmente perigosos sobre os membros trans do serviço militar e, portanto, a população trans em geral.

Enquanto essas fotos representavam uma vergonha forçada, hoje você pode olhar para essas imagens e ver símbolos de bravura, patriotismo e heroísmo.

Assim é que os transgêneros nas forças armadas vivem quando mostrar seu rosto pode ter conseqüências terríveis.

* Os títulos das fotografias foram criados e aprovados pelos militares: alguns são seus nomes e locais reais, enquanto em outros casos são pseudônimos e não é a localização real da sessão de fotos.

  • Evan, Spring Lake, Michigan, 2013
    Jeff Sheng
  • Alex, Austin, Texas, 2014
    Jeff Sheng
  • Jamie and Kaylee, San Diego, California, 2014
    Jeff Sheng
  • Travis Green, Okinawa, Japan, 2014
    Jeff Sheng
  • Jenn, Ft. Lewis, Washington, 2014
    Jeff Sheng
  • Brynn, Dayton, Ohio, 2013
    Jeff Sheng
  • Hunter, Killeen, Texas, 2013
    Jeff Sheng
  • Jamie, Dayton, Ohio, 2013
    Jeff Sheng
  • Landon, Aspen Hill, Maryland, 2014
    Jeff Sheng
  • Laila, Honolulu, Hawaii, 2013
    Jeff Sheng
  • Logan, Altus, Oklahoma, 2013
    Jeff Sheng
  • Raki, New York, New York, 2014
    Jeff Sheng
  • Jake, Louisville, Kentucky, 2013
    Jeff Sheng

LEIA MAIS:

- Metrô de Londres vai adotar neutralidade de gênero em seus anúncios

- Agora travestis e transexuais poderão solicitar inclusão do nome social no CPF

As imagens da 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo