ENTRETENIMENTO

Como Tarantino quer contar a história de Charles Manson em seu 1º filme baseado em fatos reais

Jenninfer Lawrence, Brad Pitt e Samuel L. Jackson estão cotados para o longa.

13/07/2017 15:15 -03 | Atualizado 13/07/2017 15:21 -03

Quentin Tarantino está com um novo filme engatilhado.

Dois anos depois do lançamento de Os Oito Odiados, o diretor norte-americano começa a preparar um longa-metragem, que abordará a história de Charles Manson e os assassinatos cometidos por seus seguidores na Califórnia, no final da década de 60.

As informações foram divulgadas pela The Hollywood Reporter nesta terça-feira (11).

De acordo com a publicação, Tarantino está finalizando o roteiro da produção, ainda não tem título definido. Os irmãos Harvey e Bob Weinstein, colaboradores de longa data do cineasta, devem assinar a direção do filme.

Samuel L. Jackson, ator escalado em várias produções de Tarantino, deverá ter papel de destaque. Brad Pitt e Jenninfer Lawrence também estão cotados para o filme.

A revista informa que o cineasta ainda busca um estúdio para financiar e a distribuir o longa.

Em 1969, um grupo de seguidores de Charles Manson, denominado A Família, assassinou brutalmente sete pessoas em Los Angeles. Entre as vítimas estava Sharon Tate, atriz e esposa do diretor Roman Polanski, grávida de oito meses.

LA Times via Getty Images
Em 1971, Charles Manson foi condenado à prisão perpétua.

Em 8 de agosto de 1969, Manson orientou que membros de sua seita invadissem uma casa em Los Angeles e matassem quem encontrassem.

Aos 26 anos, Sharon foi assassinada com dezesseis facadas. O grupo usou o sangue das vítimas para deixar mensagens macabras nas paredes onde o crime ocorreu.

Manson pregava a ideia de que a humanidade estava prestes a vivenciar uma guerra entre brancos e negros. Os assassinatos serviriam para acelerar esse processo.

Ele também tinha anunciava letras do Álbum Branco, dos Beatles, reuniam mensagens subliminares que confirmavam suas ideias.

O serial killer foi condenado à prisão perpétua em 1971. Ele permanece ainda hoje na cadeia, assim como outros membros de sua seita.

A trama do novo filme do cineasta norte-americano deve ser focada no assassinato de Sharon.

Como se sabe, Tarantino é um dos nomes mais celebrados da história recente do cinema. E responsável por obras premiadas e reverenciadas em todo o mundo como Cães de Aluguel (1992), Pulp Fiction: Tempos de Violência (1994) e Kill Bill: Vol. 1 e 2.

Os Oito Odiados (2015) foi seu último longa. Vencedor do Oscar de Melhor Trilha Sonora Original em 2016, o filme foi também indicado nas categorias de Melhor Atriz Coadjuvante (Jennifer Jason Leigh) e Direção de Fotografia.

LEIA MAIS:

- Quentin Tarantino diz que vai dirigir apenas mais dois filmes
- Quentin Tarantino confirma que seus filmes habitam o mesmo universo ficcional

As 10 melhores franquias do cinema de todos os tempos