COMPORTAMENTO

A brilhante resposta do CEO à funcionária que pediu folga para cuidar de sua saúde mental

A resposta foi elogiada por usuários e Madalyn, que tuitou o print com o comentário: "Quando o CEO responde seu e-mail e reafirma sua decisão".

12/07/2017 13:14 -03 | Atualizado 12/07/2017 13:15 -03

Enquanto a importância da saúde mental ainda é pouco debatida entre profissionais e empresas, um CEO de uma empresa em Michigan, nos Estados Unidos, deu uma valiosa lição sobre o assunto.

A web developer Madalyn Parker divulgou no Twitter uma troca de e-mails entre ela e Ben Congleton, presidente da Olark. Nele, a profissional pedia dois dias de folga para cuidar de sua saúde mental e foi surpreendida com a resposta de seu superior.

"Oi equipe, estarei fora hoje e amanhã para focar em minha saúde mental. Espero estar de volta na próxima semana 100% renovada. Obrigada", escreve no e-mail enviado em junho deste ano. O CEO respondeu:

"Oi Madalyn, apenas gostaria de te agradecer pessoalmente por enviar um e-mail como este. Toda vez que você faz isso, eu me lembro da importância de usar dias de folga para a saúde mental - e eu não posso acreditar que isso não é recorrente em outras empresas. Você é o exemplo para todos nós, e ajuda a quebrar o estigma para todos nós darmos o nosso melhor no trabalho."

A resposta foi elogiada pelos usuários e por Madalyn, que tuitou o print com o comentário: "Quando o CEO responde seu e-mail sobre tirar folgas para a saúde mental e reafirma sua decisão".

A postagem foi compartilhada milhares de vezes e recebeu centenas de comentários. Algumas pessoas lamentaram não ter este tipo de iniciativa e apoio em outras empresas.

"Eu folguei uma tarde do trabalho para cuidar de minha saúde mental em meu último emprego e comecei a receber e-mails agressivos sobre a cobertura deste tipo de tratamento no plano de saúde", disse uma usuária. "Quando eu precisava tirar um dia para cuidar de minha saúde mental eu apenas escrevia 'não estou me sentindo bem' ou algo assim. Não me sentia à vontade para tornar isso público", escreveu outro.

Dias depois, o próprio CEO da companhia comentou sobre um assunto em um texto publicado no Medium. "Eu não esperava toda esta exposição, mas estou feliz por ter sido capaz de impactar positivamente tantas pessoas", escreveu.

"É incrivelmente difícil ser honesto sobre saúde mental em um ambiente corporativo. Em situações como esta, é tão mais fácil falar para seus colegas que você não está 'se sentindo bem'. Mesmo em ambientes seguros e confortável continua sendo incomum falar a verdade para seus superiores e equipe. Eu queria expor isso e expressar minha gratidão à bravura de Madalyn por nos ajudar a tornar a saúde mental uma necessidade normal, como qualquer outro problema de saúde."

LEIA MAIS:

- Professores no Brasil ganham menos que outros profissionais com a mesma formação

Os surpreendentes primeiros empregos de 9 empresários e CEOs