NOTÍCIAS

O que está por trás do uso de luvas por esta Miss em um orfanato na África do Sul

A foto Demi-Leigh Nel-Peters usando luvas para alimentas as crianças foi muito criticada nas redes sociais.

11/07/2017 17:29 -03 | Atualizado 11/07/2017 18:02 -03
Reprodução
Demi-Leigh Nel-Peters utilizou luvas para alimentar crianças em um orfanato e acendeu a discussão sobre racismo nas redes sociais.

Demi-Leigh Nel-Peters é Miss da África do Sul e resolveu dedicar um de seus dias ao trabalho voluntário com crianças órfãs em um centro comunitário de Soweto, um dos distritos de Johanesburgo.

Porém, o que era para ser uma visita marcada com muita alegria para as crianças do Orlando West Community Centre Ikageng, acabou levantando uma discussão sobre racismo nas redes sociais.

Na hora do lanche, Nel-Peters tirou uma foto alimentando as crianças. Na imagem, ela usava luvas de plástico para que sua mão não tivesse contato com os alimentos.

A imagem de Nel-Peters cercada das crianças negras foi criticada por usuários no Twitter desde que começou a circular nas redes sociais.

A Miss usou o seu perfil para esclarecer o ocorrido. De acordo com ela, todos os voluntários foram orientados a usar luvas por questões de higiene na hora do lanche.

Ela também pediu desculpas para todos que se sentiram ofendidos e disse que o que realmente importava era que as crianças tinham se sentido muito felizes com a presença dos voluntários no orfanato.

Porém, alguns usuários ironizaram a desculpa "higiênica" da Miss. A hashtag #MissSAChallenge se tornou um dos termos mais comentados do Twitter.

"Quando o seu amigo tem algo no rosto e você quer retirar, mas a higiene vem em 1º lugar..."

"Objetivos de higiene... Os limites foram superados"

"Quando você não sabe quem teve o livro antes de você"

"Quando te dizem que 'comer limpo' é o caminho para o corpo que você quer"

"Estava indo beber, mas pensei que a higiene vem em 1º lugar"

De acordo com a BBC, os funcionários do orfanato classificaram como "ridículas" as críticas à Miss Nel-Peters.

"É claro que não era porque ela não queria tocar as crianças negras. Pedimos que ela e todos os outros voluntários usassem as luvas enquanto estivessem manuseando a comida. Foi puramente para proteger as crianças do risco de comida contaminada. A reação nas redes sociais é ridícula", afirmou Carol Dyantyi, porta-voz do orfanato.

No entanto, a assessora da Miss fez questão de afirmar que ela estava brincando com as crianças sem luvas durante o resto do dia.

"E se ela tiver de usar luvas para a segurança das crianças, ela usará novamente", declarou Claudia Henkel, porta-voz da modelo, à BBC.

O racismo é um assunto sensível na África do Sul. O país foi governado durante décadas por um governo segregacionista de minoria branca.

O apartheid durou até 1994 e, apesar das mudanças na legislação com eleições democráticas, sob o comando de Nelson Mandela, ainda é vivo na memória dos cidadãos.

LEIA MAIS:

- 7 filmes da Netflix para você pensar no quão destruidor o racismo pode ser

- O racismo nosso de cada dia e a situação da mulher negra brasileira

- Meu filho foi vítima de racismo no Shopping Higienópolis, acusa jornalista

5 novos livros para pensar sobre as condições do negro no Brasil