ENTRETENIMENTO

Annette Bening será presidente do júri do Festival de Veneza

"Ela saberá desenvolver o papel com o talento manifestado durante uma carreira de estrela hollywoodiana."

05/07/2017 13:09 -03 | Atualizado 05/07/2017 13:09 -03
FilmMagic
Atriz norte-americana já indicada ao Oscar 4 vezes.

A atriz norte-americana Annette Bening será a presidente do júri da 74ª Mostra Internacional de Arte Cinematográfica de Veneza, anunciou o diretor do festival, Alberto Barbera, nesta quarta-feira (5).

O evento ocorre entre os dias 30 de agosto e 9 de setembro de 2017.

Annette é a primeira mulher a presidir o júri da mostra italiana desde a francesa Catherine Deneuve em 2006.

"É uma honra para mim ser chamada para fazer o papel de presidente do júri. Espero com impaciência ver os filmes e trabalhar junto com os meus colegas jurados para celebrar o melhor do cinema mundial neste ano", disse Bening ao ser anunciada.

Já Barbera destacou que está "particularmente feliz" por Bening ter aceitado o posto já que acredita que "ela saberá desenvolver o papel com o talento manifestado durante uma carreira de estrela hollywoodiana, que teve escolhas sempre interessantes e muito corajosas".

"Fazia tempo que a longa série de presidentes masculinos do júri internacional da Mostra de Cinema de Veneza deveria ser interrompida para dar lugar a uma mulher de grande talento, inteligência e inspiração", acrescentou ainda Barbera.

AFP/Getty Images
Annette e o marido, Warren Beatty, no tapete vermelho do Globo de Ouro 2017.

Casada desde 1992 com o ator e diretor Warren Beatty, Annette recebeu quatro indicações ao Oscar por seus papéis nos filmes Beleza Americana (1999), Adorável Júlia (2004), Minhas Mães e Meu Pai (2010) e Os Imorais (1990).

O Festival Internacional de Cinema de Veneza é um dos mais tradicionais do mercado audiovisual. Criado em 1932, ele se tornou nos últimos uma vitrine que antecipa grandes produções premiadas no Oscar.

Filmes que levaram a principal estatueta da Academia, como La la land, Birdman e Spotlight estrearam na mostra italiana.

Com informações do HuffPost Brasil.

Leia mais notícias em ANSA.

LEIA MAIS:

- 9 mulheres fundamentais para o cinema brasileiro

- Como o feminismo branco de Hollywood apagou personagens negras de histórias originais

5 motivos pelos quais valeu esperar tanto por um filme da Mulher Maravilha