ENTRETENIMENTO

Gloria Carter, mãe de Jay-Z, revela ser lésbica em dueto com rapper no álbum '4:44'

"A vida é curta e é tempo de ser livre/ Ame quem você ama, porque a vida não está ganha"

30/06/2017 16:39 -03 | Atualizado 30/06/2017 17:07 -03

Gloria Carter, mãe de Jay-Z, revelou ser lésbica em uma canção do novo álbum do rapper, 4:44, lançado na madrugada desta sexta-feira (30).

Na canção Smile, os dois fazem um dueto em que discutem a sexualidade da mãe. É a primeira vez que os dois falam sobre o assunto publicamente.

"Mama had four kids, but she's a lesbian / Had to pretend so long that she's a thespian" ("Minha mãe teve quatro filhos, mas ela é lésbica. Tive que fingir durante tanto tempo que ela era uma 'Thespian'", em tradução livre para o português), canta Jay-Z na música que ainda contém um sample de Stevie Wonder, Love's In Need Of Love Today.

"Minha mãe teve quatro filhos, mas ela é lésbica. Tive que fingir durante tanto tempo que ela era uma 'Thespian'".

"Had to hide in the closet, so she medicate / Society shame and the pain was too much to take," he adds before asserting, "Cried tears of joy when you fell in love / Don't matter to me if it's a him or her."

"Eu tive que escondê-la no armário, então ela medicou. A vergonha imposta pela sociedade era demais", ele acrescenta, antes de cantar: "Eu chorei lágrimas de alegria quando você se apaixonou. Não importa para mim se por ele ou por ela."

A própria Carter fala sobre o assunto na canção:

"Living in the shadow / Can you imagine what kind of life it is to live?" she asks on the close-to-five-minute track. "In the shadows people see you as happy and free / Because that's what you want them to see," she continues. "The world is changing and they say it's time to be free / But you live with the fear of just being me... Living in the shadow feels like the safe place to be / No harm for them, no harm for me / But life is short, and it's time to be free / Love who you love, because life isn't guaranteed."

"Você consegue imaginar como é viver nas sombras?", ela pergunta. "Nas sombras as pessoas veem você como feliz e livre. Porque isso é o que vocês querem que eles vejam", ela continua. "O mundo está mudando e eles dizem que é tempo de ser livre. Mas você vive com o medo de apenas ser quem você é. Vivendo nas sobras para ser um lugar seguro. Nenhum mal para eles, nenhum mal para mim. Mas a vida é curta, e é tempo de ser livre. Ame quem você ama, porque a vida não está ganha".

Jay-Z tem um histórico de apoio à comunidade LGBTQ. Em 2012, o rapper, revelou que apoia o casamento homossexual em uma entrevista para a CNN.

"O que as pessoas fazem em suas próprias casas é de sua responsabilidade e você pode escolher amar quem quer."

4:44 está disponível apenas no Tidal.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

-

-