COMPORTAMENTO

Lentes que se adaptam ao seu dia a dia em 7 passos

Conteúdo apresentado por Lentes Transitions

29/06/2017 12:08 -03 | Atualizado 29/06/2017 12:08 -03

1. Como a mágica acontece

Você nunca conseguirá ver - a não ser com uma mãozinha de um belo microscópio - mas são trilhões de moléculas sensíveis aos raios UV que fazem as lentes Transitions mudarem de cor. Funciona assim: quando expostas ao raios UV, essas moléculas reagem, mudam sua estrutura e a lente fica escura. Essa "dança invisível" é bastante harmoniosa e varia de acordo com o ambiente a qual foi exposto. Se faz sol, as moléculas se rearranjam de forma a não deixar a luz excessiva passar.

A tecnologia Chromea7, por exemplo, uma das mais novas da marca e que permite que as lentes fiquem escuras mais rapidamente e menos dependente da temperatura, passou por mais de 200 situações reais em testes antes que fosse para o mercado. É ciência pura.

2. A armação que você quiser

Giphy

OK, nós sabemos que não há óculos suficientemente bom se a armação não for das boas e das mais elegantes. Valem clássicos, com o tradicional modelo Wayfarer, da Ray Ban, um yonker Moscot ou Prada ou sua marca favorita. Do moderno ao mais tradicional, vá sem medo. As lentes Transitions são compatíveis - e combinam mais do que bem - com todas elas.

3. Visão mais confortável

Vamos aos fatos: por mais que estilo seja importante, como falamos no item anterior, o mais importante nas lentes dos óculos é sempre o conforto. Quem nunca passou pela decepção de investir um bom dinheiro em óculos novos, mas com o tempo passou a ter mais mal-estar do que nunca?

Atrelar seu estilo com uma visão mais confortável também é possível. Além de corrigir a visão e controlar a quantidade de luz que chega aos seus olhos, as lentes são capazes de ajudá-lo a se proteger contra os raios UV e a luz azul nociva. A luz azul pode causar cansaço visual e fadiga em ambientes externos como também pelo uso constante de dispositivos eletrônicos, com seu smartphone, e também monitores.

4. Contra a vista cansada

Sabe aquele cansaço tremendo na vista após um dia pesado de trabalho frente ao computador? Então, ele pode diminuir. Como? Como as lentes Transitions se ajustam automaticamente à luz ao seu redor como vimos no primeiro item -, a sua visão é otimizada, reduzindo o esforço visual e a fadiga ocular.

Com as lentes incolores isso não ocorre. Pelo contrário. Seus olhos acabam sendo forçados a se adaptar o tempo todo às intensas mudanças de luminosidade. Vem daí o apertar de olhos para reduzir o excesso de luz, o único recurso que nos sobra para não ser atropelado pelas mudanças de luz repentinas. Dê um relax para seus olhos. Eles merecem.

5. Não proteja apenas a pele

"Não esqueça o protetor". De tanto ser reforçada, a mensagem de quanto os raios UVA e UVB podem nos fazer mal acabou fixada na sua e na cabeça de todo mundo. É praticamente impossível conhecer alguém que não saiba o quanto a exposição ao sol pode ser danosa para a pele. Mas por que não temos esse mesmo cuidado com nossos olhos? Sua vista precisa, sim, de proteção comprovada.

Os danos causados pela exposição aos raios UVA e UVB são cumulativos e podem causar graves transtornos e doenças oculares. A falta de proteção pode acarretar ao longo da vida em problemas maiores, como o desenvolvimento de degeneração macular, considerada a principal causa da cegueira entre pessoas de 60 anos. E aposto que você não está afim de correr riscos, né? Então, é aquela dica que você já deve ter ouvido da sua avó: "É melhor prevenir do que remediar".

6. No verão, na primavera, no inverno ou no outono.

A tecnologia fotossensível (aquelas moléculas que explicamos, lembra?) reage também às temperaturas do dia a dia. Por exemplo, se as lentes sofrerem uma queda de temperatura, as moléculas passam a mover-se mais lentamente, dando um tempo maior de transição entre escuro e claro. Já em temperaturas maiores, como no verão, as lentes "entendem" que precisam agir rapidamente.

Não importa a época do ano, é sempre bom cuidar de sua visão com uma lente que se adapta às diferentes condições de luz, além de ajudar a proteger dos raios UV e da luz azul nociva. Aí você diz: "É no verão preciso de proteção e uma lente escura". Errado. Adaptação à luz e proteção contra os raios UV e contra a luz azul nociva não depende da estação do ano. Isso deve ser feito todos os dias!

7. Na velocidade da tecnologia

Como não poderia deixar de ser, o investimento em tecnologia é uma constante. Para manter a qualidade e a evolução das lentes, a Transitions se reinventa de tempos em tempos. As lentes já não as mesmas de dez, cinco ou três anos atrás. O motivo? Transformar a sua experiência na mais confortável possível.

A adaptação à luz e a transição das lentes são hoje muito mais rápidas, assim como a capacidade de tornarem-se ainda mais escuras e perfeitas para combinar com seu estilo de vida.

Um exemplo de evolução são as lentes da linha EXTRActive, que foram desenvolvidas para alcançar escurecimento superior em ambientes externos, ideais para quem passa boa parte do dia sob à luz do sol. Elas ainda bloqueiam 100% dos raios UVA e UVB e são compatíveis com a maioria dos tipos de prescrição dos oftalmologistas ou às armações que fazem seu estilo.

As lentes são desenvolvidas e testadas em condições reais de uso, então pode acreditar que, além de corrigir sua visão, você estará também cuidando dos seus olhos e com estilo e tecnologia.