MULHERES

Abigail Adams escreveu a John Adams em 1776: 'Lembrem-se das mulheres, senão nós nos rebelaremos'

Adams escreveu uma carta feminista a seu marido pouco antes da independência dos Estados Unidos.

29/06/2017 11:25 -03 | Atualizado 29/06/2017 11:25 -03
O rosto de Abigail Adams, uma mulher que não deixava homem algum lhe dar ordens.
O rosto de Abigail Adams, uma mulher que não deixava homem algum lhe dar ordens.

Abigail Adams queria que seu marido, John Adams, "se lembrasse das mulheres" quando estava redigindo a Constituição dos Estados Unidos.

Segundo o History.com, Abigail, então com 32 anos, escreveu uma carta a John com a data de 31 de março de 1776, dizendo que esperava que o Congresso Continental (que se tornaria o primeiro governo nacional dos Estados Unidos) seria mais favorável às mulheres do que haviam sido seus predecessores.

"Anseio por ouvir que vocês declararam a independência", escreveu Abigail. "E, por sinal, no novo código de leis que imagino que seja necessário vocês redigirem, desejo que se recordem das mulheres e sejam mais generosos e favoráveis a elas do que foram seus ancestrais. Não depositem poder tão irrestrito nas mãos dos maridos."

A carta chegou poucos meses antes da independência dos EUA da Grã-Bretanha, em julho de 1776. Abigail e seu marido não faziam ideia na época que John se tornaria, em 1797, o segundo presidente dos Estados Unidos.

"Lembre-se, todos os homens seriam tiranos se pudessem", ela escreveu. "Se cuidado e atenção especial não forem dedicados às mulheres, estamos determinadas a fomentar uma rebelião. Não nos consideraremos na obrigação de obedecer a quaisquer leis em que não tenhamos voz nem representação."

Ela prosseguiu:

Que seu Sexo é Tirânico por Natureza é uma Verdade tão amplamente comprovada que não admite contestação, mas aqueles de vocês que desejam ser felizes abrem mão de bom grado do título áspero de Senhor, trocando-o pela designação mais terna e carinhosa de Amigo. Por que, então, não impedir que os perversos e desrespeitadores das leis nos tratem impunemente com crueldade e indignidade?

Os Homens de Bom-Senso de todas as Épocas rejeitaram esses costumes pelos quais somos tratadas unicamente como vassalas do Sexo Masculino. Enxerguem-nos, portanto, como Seres colocados pela Providência sob vossa proteção, e, imitando o Ser Supremo, façam uso daquele poder unicamente em prol de nossa felicidade.

Leia a íntegra da carta de Abigail Adams na The Massachusetts Historical Society.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Quem foram as mulheres que lutaram pelo direito ao voto na vida real?

- Aqui estão todas as vezes em que Maísa fez questão de mostrar que é uma adolescente empoderada

18 livros para entender mais sobre feminismo e direitos das mulheres