MULHERES

Um ano depois, cantor tenta justificar assédio à jornalista: 'Biel era um personagem'

Biel publicou um vídeo em suas redes sociais em que dá a sua versão de todo o ocorrido.

28/06/2017 17:48 -03 | Atualizado 28/06/2017 17:54 -03
Reprodução
Biel publicou um vídeo em suas redes sociais em que dá a sua versão sobre assédio à jornalista.

Em maio de 2016, Biel foi acusado de assédio por uma jornalista. Durante uma entrevista, o cantor a chamou de "gostosa" e disse que "a quebraria no meio".

O caso veio a público quase um mês após o ocorrido e na época a justificativa para tal comportamento foi de que "ele é assim mesmo".

Na época, o pai do garoto até tentou minimar o fato e disse que "qualquer moleque" faria esses comentários.

Depois da acusação, a carreira de Biel degringolou. Ele teve shows cancelados e até o Comitê Internacional Olímpico Rio-2016 o desconvidou da lista de participantes do revezamento da tocha olímpica.

O pedido de desculpas aconteceu quase uma semana após a denúncia. Ele disse que não agiria dessa forma novamente.

Superficial, o posicionamento não convenceu. Biel, então, acabou dando uma pausa na carreira e deixou o país. Foi morar nos Estados Unidos e se distanciou por um tempo das redes sociais.

Enquanto isso, a jornalista que o denunciou por assédio foi demitida do seu local de trabalho. Quase quatro meses após a entrevista, ela conseguiu um acordo com o cantor. Ele voltou a pedir desculpas a repórter e precisou pagar 5 salários mínimos a uma instituição de caridade.

Todo essa história voltou à tona na última segunda-feira (26).

Biel, quase um ano depois da polêmica, publicou um vídeo em suas redes sociais em que dá a sua versão de todo o ocorrido.

"Não me pronunciei antes porque só agora estou tomando as rédeas de minha vida. Posso ter demorado 365 dias para poder entender que um contrato te paga mil reais por um beijo, mas pode te pagar cinquenta centavos por sua alma", explica.

Segundo o cantor, Biel era um personagem, e não realmente quem ele é.

Ele disse que até o nome foi inventado, já que todas as pessoas próximas à ele o chamavam de Gah. A partir desse momento, disse que vai adotar o novo nome artístico.

"Se te colocassem no lugar do Biel, se te dessem uma música para cantar que fala que depois que você provou do Biel você não vai querer mais ninguém... Que tipo de entrevista você esperaria que eu desse?Se te dão essas músicas para cantar porque sabem que vão dar dinheiro, querem que você fale o que na entrevista?"

E completou:

"Eu estava sendo julgado como estuprador por eu ter entrado no personagem que tive que entrar porque dava dinheiro. Pra julgar uma história, tente conhecer, não julgue pela capa."

O cantor ainda argumentou que a imprensa foi muito dura com a repercussão do caso e que as pessoas não tiveram acesso a "5%" da história.

"Eu errei. Mas você não ficou sabendo de 5% desse caso todo. Você ficou sabendo lendo de pessoas que na hora que escrevem querem veicular o que há de pior. E você só tem aquele material para divulgar. Porque quem realmente poderia explicar o que houve não pode falar. "

Nas redes sociais, alguns usuários criticaram o posicionamento do cantor:

Sobre a nova fase, o cantor afirma que terá mais autonomia sobre as suas decisões e que se "reconciliou com os verdadeiros valores da vida".

"Parei de dar ouvidos a quem só queria dinheiro, dinheiro e comecei a pensar por mim, a me reconectar com os valores da vida."

Ainda, compartilhou que a fama e os altos cachês fizeram com que ele perdesse a noção de certos limites.

"Pensa você sair da casa dos seus pais com 17 anos, ganhar toneladas de dinheiro e não conhecer limites. Você se deixa levar por querer ter sempre mais. O melhor carro, a maior corrente, o maior combo, a melhor mulher."

LEIA MAIS:

- 'Ele é assim mesmo': Esta é a justificativa para assédio de Biel a jornalista

- Repórter que denunciou assédio de Biel é demitida. E as pessoas querem saber o porquê

- 12 coisas para o Biel fazer agora que 'deu um tempo' na carreira

18 livros para entender mais sobre feminismo e direitos das mulheres