ENTRETENIMENTO

Nicette Bruno deu uma aula contra a homofobia no 'Encontro'

Uma 'senhora' aula. 💖

22/06/2017 13:27 -03 | Atualizado 22/06/2017 13:51 -03
Reprodução/TV Globo
"As pessoas não são iguais. Cada um tem a sua individualidade e o seu caminho a seguir. Todos devem conviver da mesma maneira", disse a atriz.

A atriz Nicette Bruno, aos 84 anos, deu uma aula contra a o preconceito e homofobia no Encontro com Fátima Bernades desta quinta (22).

"As pessoas não são iguais. Cada um tem a sua individualidade e o seu caminho a seguir. Todos devem conviver da mesma maneira", disse a atriz.

Nesta manhã, o programa escolheu falar sobre questões que são caras à população LGBT e, principalmente, discutir o preconceito que enfrentam dentro da própria família.

Em seguida, Fátima disse que a produção tinha conversado com algumas pessoas da plateia e que, uma delas, Yolanda, é mãe de duas meninas e teria muita dificuldade se uma delas fosse homossexual.

Ao ser entrevistada por Fátima, ela disse:

"Eu não saberia lidar. Eu teria muita dificuldade. Não aceitaria. Nunca. Não sei o que acontece. Eu não aceitaria".

E Fátima pergunta:

- Mas o que seria o "não aceitar"? Você não ficaria mais com ela dentro de casa?

E Yolanda responde:

- Eu acho que ia sentar, conversar com ela, procurar um especialista, ia falar com ela, ia fazer de tudo. Mas eu não ia aceitar. Tipo assim, não é um preconceito contra as outras pessoas. Mas é que são as minhas filhas. Eu não aceito.

Enquanto isso, na plateia, Nicette Bruno teve uma reação que a fez chegar aos Trending Toppics no Twitter:

Após a conversa com Yolanda, Fátima introduziu o assunto:

"O que acontece com a Yolanda, na verdade, é a história de muitas mães. Muitas mães têm dificuldade de lidar com uma realidade diferente daquela que elas imaginaram e sonharam para o filho".

O programa coontou a história de Luis Felipe, que escolheu sair de casa por conflitos com sua mãe Letícia. Os dois foram ao palco do programa. Letícia contou que, mesmo com resistência, abriu seu olhar e deixou de rejeitar a sexualidade do filho.

"Ele é meu filho único, o amor da minha vida", revelou. "Apoiar o meu filho mudou completamente a minha vida. Meu filho é gay sim, e eu tenho muito orgulho disso", disse Letícia.

Em seguida, a atriz Nicette Bruno, que está no ar na novela Pega Pega e também era uma das convidadas do programa, disse:

"As pessoas não são iguais. Cada um tem a sua individualidade e o seu caminho a seguir.Você pode ter 10 filhos, e cada um deles vai ser diferente. Todos devem conviver da mesma maneira. Ficam pensando como se fosse um defeito e não é. Meu Deus, é a vida. Não é ele que tem que mudar, é você que precisa se adaptar a ele. É isso que forma uma família. É um problema de preconceito isso, isso é um problema de muito tempo. As pessoas são ensinadas a ter esse olhar.Nicette Bruno, no Encontro

E foi aplaudida pela plateia.

Depois, Nicette elogiou a atitude de Letícia:

"É um problema de preconceito, sim, claro que isso já vem de muito tempo. Isso é incutido nas pessoas, desde cedo, a ter esse preconceito. E, isso, o que você fez. Isso é maravilhoso. O teu momento de reflexão que, aliás, é fundamental para da um de nós, esses momentos de sabermos exatamente quem somos e o que pensamos e como nos transformarmos para sermos criaturas melhores. Foi ótimo você ter voltado atrás. Isso é um sentido de evolução. Eu agradeço esse seu posicionamento porque é um exemplo."

E os aplausos foram parar nas redes sociais:

Uma maravilhosa, não é mesmo?

Você pode assistir o programa completo aqui.

LEIA MAIS:

- A resistência e o direito de existir: As imagens da 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo

- Duvidamos que você consiga acertar o significado de TODAS estas gírias LGBT

16 Casais LGBT famosos