VIRAL

Esta é a prova que existe uma música da Marília Mendonça para cada fase do luto de um relacionamento

"...E quando se der conta, já passou. Quando olhar pra trás eu já fui embora"

19/06/2017 17:42 -03 | Atualizado 19/06/2017 17:42 -03
Reprodução/Divulgação
Os momentos de sofrência, geralmente, fazem parte da primeira fase de um término.

Terminar um relacionamento não é fácil. Ao menos temos a playlist da Marília Mendonça para afogar as mágoas e curtir a sofrência.

Provamos que, quando o assunto é término, a cantora sertaneja sabe bem como traduzir todos os sentimentos, em cada etapa do luto do fim de um relacionamento. Duvida? Veja então:

A decepção (Infiel)

Os momentos de desilusão e raiva, geralmente, fazem parte da primeira fase de um término. E nada mais libertador do que colocar todo esse sentimento para fora, cantando:

"Você não vai mudar...Iêêê, infiel."

Negação (Saudades do Meu Ex)

É normal valorizar o/a ex depois de um término, não é? Bom, Marília também transformou esse sentimento em música.

"Ai que saudades do meu ex, ai que saudades do meu ex, ele que era homem de verdade!"

A recaída (Ninguém é de Ferro)

Ela sempre vem. Seja na primeira, segunda ou terceira bebedeira. Ou acompanhada de um enorme pote de sorvete e brigadeiro de panela.

"Ninguém é de ferro, chorar não paga imposto, nem faz mal pra saúde"

Quem nunca ligou para o ex com um copo vazio e um celular dando bobeira?

A desilusão (Meu Cupido é Gari)

Esta fase é acompanhada com diversos insights sobre relacionamentos contemporâneos: "pra que namorar?", "ninguém presta", "nasci pra ficar solteiro, mesmo".

"O meu cupido é gari, só me traz lixo. Lixo, lixo... Você é a prova disso!"

A aceitação (Eu Sei de Cor)

O primeiro sinal real de mudança. Em vez de culpar o mundo, se culpar ou se acabar no chocolate ou bebida, chegou a hora de aceitar que foi melhor o fim.

"... E quando se der conta, já passou. Quando olhar pra trás eu já fui embora"

Sem recaídas (Alô Porteiro)

E este fim não terá mais recaídas.

"A partir de agora estou solteira. Já me cansei da brincadeira."

A lucidez (Folgado)

A real imagem de seu último relacionamento começa a ficar clara. "Por que eu estava com essa pessoa mesmo?"

"Imagina se a gente tivesse casado. Deus me livre da roubada que eu ia entrar.. Dá um arrepio só de imaginar!"

A superação (Até o Tempo Passa)

Realmente, ficou no passado.

"E esse arranhadinho no meu coração, soprou, passou, passou. E o tempo levou. Se é pra viver sofrendo, eu vou sofrer com um novo amor."

A volta à ativa (Eu Não Sou Novela)

Os "contatinhos" já surgiram e você não quer saber de se apegar.

"Vou embora, mas não estranha. É que eu não sou novela, por favor não me acompanha"

Agora é só sarrada!

LEIA MAIS:

- 16 provas de que você está pronto para se render à febre do Feminejo

Rodrigo Hilbert, o 'homão da porra'