MULHERES

7 coisas que as mulheres precisam saber sobre masturbação

Sim. Faz bem para a sua saúde.

06/06/2017 11:48 -03 | Atualizado 06/06/2017 11:48 -03

"Afogar o ganso", "bater uma", "acariciar a rã", "dedilhar", "brincar de DJ", "autogratificação": independentemente de como você queira chamar a masturbação, a verdade é que todos a praticamos (sim, até você aí no canto).

A masturbação, que envolve se excitar sexualmente tocando os próprios órgãos genitais, é tão essencial para uma vida sexual saudável que até o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês) tem um site intitulado 'Masturbação — Viva Bem'.

Não há maneira certa ou errada de se masturbar, mas o NHS diz: "Os homens normalmente o fazem friccionando o pênis, enquanto as mulheres normalmente tocam e acariciam o clitóris e a área em volta da vagina".

Apesar do fato de ser totalmente normal, ainda há um enorme tabu em torno do assunto e muitos mitos que precisamos derrubar.

1. A maioria das pessoas se masturba.

Esteja você totalmente à vontade com um pouco de autoamor ou ainda não esteja convencida de que possa caminhar sozinho, estudos mostram que 95% dos homens e 89% das mulheres se masturbam.

Por isso, além de não haver nada vergonhoso sobre a masturbação — porque, basicamente, todo mundo à sua volta já está fazendo —, você não vai querer ficar de fora da festa, correto?

2. A masturbação em um relacionamento não é algo para se preocupar.

Muitas discussões on-line em fóruns Reddit têm questionado se os casais devem se preocupar com o fato de que o parceiro está buscando prazer sozinho.

A colunista especialista em sexo Suzi Godson explicou a questão em um blog no HuffPost UK: "Algumas pessoas se sentem muito ameaçadas pela ideia de que seu parceiro sinta necessidade de buscar satisfação sexual sozinho estando em um relacionamento. Afinal, se podem ter relações sexuais, por que precisam se masturbar? Esse argumento ignora a verdade óbvia de que sexo e masturbação são experiências completamente diferentes".

3. Querer se masturbar não significa que você não esteja recebendo o suficiente em outro lugar.

Assim como Godson explica que se masturbar de forma alguma prejudica os relacionamentos ou a vida sexual com outras pessoas, estudos científicos revelaram que pessoas que têm relações sexuais regularmente são mais propensas a se masturbar do que as que não tiveram nenhuma experiência entre lençóis há um tempo.

Por isso, não pense na masturbação como um substituto para algo que você sente falta, mas apenas "dar uma "coçadinha" de vez em quando.

4. Você não está sozinha se sente culpa depois de se masturbar.

Apesar do fato de que não há nada do que se envergonhar sobre a masturbação, existem várias razões pessoais, religiosas e culturais que levam uma pessoa a se sentir um pouco desconfortável depois. E você não está sozinho se ainda se sente dessa forma.

Na verdade, metade de nós tem dúvidas pós-orgasmo, segundo revelado por um estudo: "Cerca de 50% das mulheres e 50% dos homens que se masturbam se sentem culpados sobre isso". Portanto, não pense que sentir culpa o torna um excluído ou que há uma razão para parar. Estamos todo juntos nisso.

5. Mulheres que se masturbam sozinhas são mais propensas a se sentir sexualmente satisfeitas nas relações.

Um estudo publicado em fevereiro de 2017 constatou que mulheres que tinham orgasmos frequentes mostravam maior probabilidade de receber sexo oral, ter relações sexuais mais prolongadas, perguntar o que queriam na cama, elogiar o parceiro ou parceira por algo que fizeram na cama, tentar novas posições, incorporar conversas sexuais e expressar amor durante o ato sexual.

Então, provavelmente, vale a pena tentar, não acha?

6. É bom para sua saúde.

Além de ajudar seu desempenho entre os lençóis, a masturbação também proporciona benefícios para a saúde tanto de homens quanto de mulheres, segundo estudos. Não só reduz a pressão arterial e ajuda a relaxar, mas uma pesquisa publicada na revista "European Urology" mostrou que a ejaculação regular pode reduzir o câncer de próstata em homens. Os pesquisadores monitoraram 30.000 homens por quase 20 anos para chegar aos resultados. É masturbação para não acabar mais.

7. A masturbação não traz riscos de DST ou gravidez indesejada.

Embora o sexo seja divertido, e exista definitivamente um tempo e lugar para um adulto dormir fora de casa, é importante lembrar que também traz riscos inerentes que devem ser evitados com a prática de sexo seguro com seu parceiro. Mas, se você está aliviando aquela coceirinha sozinho ou sozinha, pelo menos sabe que está em terreno seguro.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost UK e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- As mulheres deveriam poder falar de masturbação assim como os homens falam

- Como o 'pornô feminista' ajuda sobreviventes de violência sexual a redescobrir o prazer

Mitos sobre o sexo acima dos 50