NOTÍCIAS

Ataque terrorista em Londres: Polícia confirma motivação de atentado na London Bridge e no Borough Market

Ao menos 30 pessoas foram socorridas em hospitais da capital britânica.

04/06/2017 00:11 -03 | Atualizado 04/06/2017 00:17 -03
Hannah Mckay / Reuters
Equipes de resgate trabalham em Londres.

A Polícia Metropolitana de Londres confirmou que o atropelamento com uma van na London Bridge e o esfaqueamento no Borough Market, a 500 metros de distância, foram declarados como "incidentes terroristas".

Uma van atropelou diversos pedestres na London Bridge na noite deste sábado (3).

Segundo testemunhas, o veículo é branco e atingiu entre cinco e seis pessoas. Um policial disse à BBC que há "mais de uma morte".

O serviço de ambulância de Londres confirmou em um comunicado que pelo menos 30 pessoas foram levadas para seis hospitais da capital britânica. "Também tratamos no local algumas pessoas com lesões menos sérias", diz a nota, que não fala em mortos.

De acordo com a Polícia Metropolitana de Londres, o incidente ocorreu às 22h08 (horário local). Em seguida, os agentes receberam relatos de esfaqueamentos no Borough Market, o mercado mais antigo da cidade.

Foto divulgada pela BBC mostra um homem que tem supostamente explosivos amarrados em seu corpo:

"Agentes armados responderam, e tiros foram disparados", disse a corporação no Twitter. Depois a polícia falou em um terceiro "incidente", desta vez no distrito de Vauxhall, a quatro quilômetros da London Bridge. Esse episódio não teria relação com terrorismo.

A ponte chegou a ser fechada nos dois sentidos, e as rotas de ônibus que passam pelo local foram desviadas.

Neil Hall / Reuters
Policiais evacuam London Bridge, onde houve ataque terrorista.

O Reino Unido foi palco de um atentado terrorista há menos de 15 dias, quando um suicida detonou uma bomba em uma casa de shows em Manchester, matando 22 pessoas.

A dinâmica da ação terrorista de sábado lembra os recentes ataques com caminhões em Nice (França), Berlim (Alemanha), Estocolmo (Suécia) e na própria ponte de Westminster, também em Londres.

O país tem eleições gerais marcadas para o próximo dia 8 de junho, e as pesquisas apontam uma disputa cada vez mais apertada entre o Partido Conservador, da primeira-ministra Theresa May, e o Partido Trabalhista.

Em junho de 2016, às vésperas do plebiscito sobre a permanência na União Europeia, a deputada Jo Cox foi morta em um atentado cometido por um militante de extrema direita.

Leia mais notícias da ANSA

LEIA MAIS:

- Ariana Grande fez uma visita surpresa aos fãs feridos em atentado do show em Manchester

- A generosidade e o heroísmo que tomaram Manchester após ataque que matou 22 pessoas