NOTÍCIAS

Macron critica saída dos EUA de acordo climático e grava mensagem para Trump: 'Faça o planeta grande outra vez'

Presidente francês publicou um vídeo no qual critica decisão de Donald Trump de tirar os EUA do Acordo de Paris.

02/06/2017 11:09 -03 | Atualizado 02/06/2017 11:16 -03
STEPHANE DE SAKUTIN via Getty Images
A saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris foi criticada por diversos líderes mundiais.

O presidente da França, Emmanuel Macron, publicou um vídeo nas redes sociais no qual condena a decisão de Donald Trump de retirar os Estados Unidos do maior acordo climático já criado, o Acordo de Paris, firmado há um ano e meio na capital francesa por 195 países.

No comunicado, Macron afirmou que respeita a decisão de Trump, mas acredita que a decisão é um erro, tanto para os Estados Unidos quanto para o planeta. "Eu acabei de falar com o presidente Trump, em poucas palavras, por pouco tempo, sobre esta avaliação", disse, acrescentando:

"Esta noite, queria falar com os Estados Unidos: a França acredita em você, o mundo acredita em você. Eu sei que você é uma grande nação, eu sei sua história, nossa história. A todos os cientistas, engenheiros, empreendedores e cidadãos desapontados com a decisão do presidente dos EUA, eu digo que você vão encontrar na França uma segunda casa. Eu reitero: venham e trabalhem conosco para encontrar uma concreta solução sobre o clima."

Macron continua o discurso dizendo que a França não vai desistir de lutar por pelo Acordo e reafirma o compromisso de torná-lo "irreversível" não só pelo país, mas para todos os outros países.

"Porque onde quer que a gente more, quem quer que a gente seja, a gente compartilha da mesma responsabilidade. Tornar o planeta grande outra vez", finalizou, com uma referência ao slogan da campanha de Trump para a presidência dos EUA: "torne os Estados Unidos grande outra vez."

A saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris foi criticada por diversos líderes mundiais. No Brasil, o Ministério das Relações Exteriores divulgou uma nota conjunta com o do Meio Ambiente na qual lamentou a decisão de Trump. O Porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, também demonstrou decepção: "é uma grande decepção para os esforços globais para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e promover a segurança global".

O Papa Francisco também enviou uma nota com uma indireta a Trump: "o mundo é uma casa comum para todos os membros da família humana."

O Acordo de Paris tem como objetivo manter o aumento das temperaturas médias globais "muito abaixo" dos 2°C em relação à era pré-industrial.

LEIA MAIS:

- O 'bromance' entre Justin Trudeau e Emmanuel Macron reaviva o que há de melhor em nós

Como comer como um francês em Paris